Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Um gole de cerveja é suficiente para fazer você se sentir bem

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 10h00 - Publicado em 17 abr 2013, 17h01

Cerveja te deixa feliz. Mesmo se você beber bem pouquinho, a ponto de nem alterar o nível de álcool no sangue. É que só de sentir o gosto da cerveja seu organismo já aumenta a produção de dopamina, aquele famoso neurotransmissor que desperta a sensação de prazer, no cérebro.

Quem diz são os pesquisadores da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos. Eles convidaram 49 homens para tomarem 15 mililitros de sua cerveja preferida. Também tiveram de beber água e bebidas esportivas.

Enquanto faziam o teste, os pesquisadores escanearam o cérebro dos voluntários. E as imagens mostraram um aumento considerável de dopamina no cérebro enquanto eles tomavam míseros 15mL de cerveja, em 15 minutos. Quando tomaram água e bebida esportiva nada mudou. Óbvio, já viu alguém ficar viciado em água ou Gatorade? Aliás, quanto maior o risco do voluntário se tornar alcóolatra (ou seja, quem tinha histórico de alcoolismo na família), mais o organismo produzia dopamina.

A relação entre cerveja e dopamina não tem nada de novo. Mas os pesquisadores não sabiam que o gosto dela, e não só a embriaguez provocada pelo álcool, era capaz de desencadear a sensação de prazer. “Acreditamos que este é o primeiro experimento em humanos a mostrar que o sabor de uma bebida alcóolica por si só, sem os efeitos intoxicantes do álcool, pode aumentar a atividade da dopamina no centro de recompensa do cérebro”, explica David Kareken, um dos autores da pesquisa.

Se um gole de cerveja é suficiente para fazer você se sentir bem, fica fácil entender por que é tão difícil sair do bar antes da saideira. E é por isso também que tanta gente se perde na bebida.

Crédito da foto: flickr.com/aldoaldoz

Leia também:
Cerveja faz bem para os ossos 
Faculdade diminui risco de alcoolismo
10 desculpas científicas para justificar seus vícios

Continua após a publicidade
Publicidade