Clique e assine com até 75% de desconto
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Ver imagens fofinhas é bom para a produtividade

Por Thiago Perin Atualizado em 21 dez 2016, 10h08 - Publicado em 29 jun 2010, 16h38

Cuti cuti

Cuti cuti

Fala a verdade: você bateu o olho no gatinho aí em cima e ensaiou um “oooooun”, né? Talvez não tenha contido um sorrisinho. Se bobear, até chamou alguém para ver também. Normal, imagens desse tipo, que transbordam fofura, estimulam a sensibilidade de quase todo mundo. Daí psicólogos da Universidade da Virginia (EUA) resolveram testar se essa emoção causada pela “exposição à fofura” tem algum efeito sobre o nosso comportamento. E tem sim. Em dois experimentos (com participantes de ambos os sexos, para ninguém dizer que é “coisa de mulherzinha”), voluntários que viram fotos de cães e gatos filhotes (que são naturalmente fofos) tiveram um desempenho bem melhor no jogo Operação (aquele em que você vai removendo órgãos do boneco com uma pinça, sabe?) do que os que viram fotos de bichos já crescidos. Os pesquisadores dizem que a exposição à fofura nos faz agir, inconscientemente, com mais “cuidado” e “gentileza”, o que, além de melhorar a coordenação motora, resulta num trabalho mais bem feito. Pode contar para o seu chefe. (Veja mais aqui.)

Publicidade