Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Ciência Maluca Por redação Super Este blog não é mais atualizado. Mas fique à vontade para ler o conteúdo.

Vinho do futuro não vai dar ressaca

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 09h59 - Publicado em 10 jun 2015, 14h24

vinhpo

Já pensou que bom seria um mundo sem ressaca? Bem, num futuro próximo, o vinho pode ser a primeira bebida a não trazer qualquer dor de cabeça no dia seguinte.

Pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, conseguiram cortar em pedaços componentes da levedura da bebida. E prometem acabar com a ressaca. O vinho geneticamente modificado seria capaz de cortar os subprodutos tóxicos gerados durante a fermentação responsáveis pelos sintomas da ressaca. Com a técnica, seria possível também aumentar o percentual de componentes saudáveis, como o resveratrol – ou até adicioná-los a outras bebidas e comidas, como cerveja ou até picles.

“Os cientistas precisam criar mutações para determinar as funções de alguns genes específicos”, explica Yong-Su Jin, um dos autores da pesquisa. “Vamos supor que temos uma levedura que produz um vinho com ótimo sabor e queremos saber o por que. Nós excluímos um gene, depois outro, até conseguir distinguir qual é o gene daquele sabor. E aí conseguimos isolar o gene responsável por aquela característica”, conclui.

Seria a revolução das bebidas alcoólicas.

 
Leia também:
Vinho faz tão bem quanto exercícios físicos
Beber vinho deixa o casamento mais feliz
Beber vinho deixa sua vida mais feliz

Continua após a publicidade
Publicidade