Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Combo Por Combo Notícias e curiosidades do mundo dos videogames

Nintendo afirma que disponibilizou unidades demais do Switch no lançamento

Por Lucas Massao Atualizado em 4 jul 2018, 20h35 - Publicado em 26 set 2017, 12h24

O Nintendo Switch vem se provando um sucesso desde o lançamento.

A busca pelo console é tamanha que nem mesmo o criador da franquia Resident Evil, Shinji Mikami, conseguiu colocar as mãos em uma unidade. Nas maiores varejistas dos Estados Unidos, o console praticamente não para nas prateleiras.

Era de esperar que a Nintendo tivesse aumentado a produção de consoles para atender a demanda, mas o presidente da divisão americana da companhia, Reggie Fils-Aime, afirmou que, na verdade, a quantidade de Switchs disponibilizados no lançamento foi maior do que os analistas da própria empresa recomendaram: “Nós vendemos quase 2,8 milhões de unidades, então entregamos dramaticamente a mais do que deveríamos”.

A expectativa é de que, até o fim do ano fiscal, em julho de 2018, a Nintendo consiga colocar o número de consoles vendidos na faixa dos dez milhões. No entanto, Fils-Aime não garantiu que reforços na produção serão suficientes para evitar uma possível escassez no fim do ano. “Teremos o suficiente até o período das festas? É nisso que estamos focados”, disse o executivo durante evento sobre entretenimento e tecnologia em Los Angeles.

Outro ponto de atenção nas linhas de produção da Nintendo é o SNES Classic Edition, que chega às lojas no dia 29 e teve as pré-vendas esgotadas em minutos. O sucesso do seu antecessor, o NES Classic, e o resultado na fase inicial de lançamento levaram a japonesa a aumentar a produção do console e estender sua disponibilidade até 2018. A companhia também pediu para que os fãs não paguem mais do que o valor oficial, que é de US$ 80, praticamente incomparável às cifras atingidas em sites de leilão.

Continua após a publicidade

Publicidade