Clique e assine a partir de 5,90/mês
Contando Ninguém Acredita Por Blog As notícias mais bizarras e surreais do mundo

Descontentes, fãs de armas trocam YouTube por Pornhub

Por Lucas Massao - Atualizado em 4 jul 2018, 20h34 - Publicado em 26 mar 2018, 19h19

O YouTube desagradou fãs e produtores de conteúdo sobre armas de fogo ao anunciar uma mudança em sua política quanto ao tema. Depois de banir vídeos ligados à venda de armamentos e acessórios, a próxima alteração, que passará a ser válida em 20 de abril, pune quem publicar vídeos mostrando como fabricar ou alterar armas e equipamentos.

Os entusiastas bélicos afirmaram que a medida é um sinal de erosão dos direitos dos cidadãos americanos e que, como forma de retaliação, passarão a publicar conteúdo no site de vídeos pornográficos PornHub, também conhecido por hospedar vídeos protegidos por direitos autorais, como filmes completos.

Em entrevista à BBC, os americanos Karl Kasarda e Ian McCollum, donos do site de análise de armas InRange TV, disseram que o PornHub não pagará nada pelos vídeos postados lá. “Nós meramente estamos procurando um porto seguro para nosso conteúdo e nossos espectadores”. Na mesma linha, a fabricante de armas Spike’s Tactical falou, por meio de comunicado, que a mudança reflete uma tentativa de “lentamente degradar nossas liberdades”.

O YouTube foi alvo de fortes críticas na semana passada após o jornal inglês The Sun ter encontrado um passo a passo no YouTube Kids, versão do aplicativo voltado para crianças, ensinando a montar um rifle a ar e afiar facas. O serviço afirmou que, de vez em quando, o algoritmo responsável por selecionar o conteúdo apresenta falhas e que alguns vídeos impróprios para crianças acabam passando pelo filtro.

Com BBC

Continua após a publicidade
Publicidade