Clique e assine a partir de 8,90/mês
Contando Ninguém Acredita Por Blog As notícias mais bizarras e surreais do mundo

Fazendeiros emitem aviso após vacas matarem humanos

Por Lucas Massao - Atualizado em 4 jul 2018, 20h35 - Publicado em 18 abr 2016, 17h00

Vaca

A morte de quatro pessoas pisoteadas por vacas em menos de dois meses fez com que o sindicato dos fazendeiros da Inglaterra soltasse um alerta sobre os perigos de provocar animais dóceis. “O gado pode ficar agressivo e atacar, principalmente com a presença de bezerros e se o fazendeiro estiver acompanhado por um cachorro”.

Tanto o sindicato quanto a Rambler’s Association, organização que defende um maior conhecimento do território inglês, recomendam que os fazendeiros soltem os cachorros de sua coleira quando estiverem andando entre os bichos. “O gado está interessado no cão, e não na pessoa que o acompanha”, afirmou Robert Sheasby, supervisor rural da National Farmers Union (NFU).

A Grã-Bretanha possui, hoje, mais de 7 milhões de vacas, mas, nos últimos 8 anos, foram reportadas apenas 18 mortes relacionadas aos ruminantes. Esse número inclui acidentes envolvendo touros, animais cuja personalidade já é conhecida.

A atual onda de incidentes começou no dia 21 de junho de 2015, quando Liz Crowsley, uma veterinária da cidade de Warrington, foi esmagada contra uma parede e posteriormente pisoteada. Na ocasião, a jovem passeava com dois cães. Contudo, a investida de vacas passou a ganhar uma cobertura maior após o ex-secretário civil David Blunkett ter sido atropelado enquanto seu cachorro o guiava por um campo.

Segundo a NFU, a primavera costuma ser o período do ano mais suscetível a ataques desse tipo, visto que muitos dos bezerros costumam ter apenas alguns meses de idade e as mães têm um zelo maior com a cria.

Com Reuters

Continua após a publicidade
Publicidade