Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Contando Ninguém Acredita Por Blog As notícias mais bizarras e surreais do mundo

Por falta de trabalho, carteiros da Finlândia também cortam grama

Por Lucas Massao Atualizado em 4 jul 2018, 20h33 - Publicado em 27 abr 2016, 14h25

Grama

A Posti, empresa estatal finlandesa que controla a distribuição de cartas e encomendas (como se fosse uma Correios da Finlândia), está oferecendo um serviço semanal de corta de grama, com os clientes podendo escolher entre sessões de 30 e 60 minutos. A medida foi tomada devido à queda de demanda pelo setor nos últimos anos. No início deste mês, a Posti anunciou que estenderá o período de entregas para o período noturno, parte do dia onde as pessoas costumam estar em casa.

A nova funcionalidade dos carteiros estará disponível apenas às terças-feiras, dia da semana com a menor carga de trabalho, e os moradores deverão prover os cortadores de grama e pagar 65 euros (260 reais) mensais. De acordo com Anu Punola, gerente da Posti, a ideia de cortar grama surgiu a partir das sugestões vindas dos próprios funcionários. “Nós realmente pensamos em soluções que podem deixar a vida das pessoas muito mais simples”. Anu ainda disse que os empregados se voluntariaram para a função recém-criada e que será disponibilizada a nível nacional entre maio e agosto.

O grupo de corretores imobiliários da Finlândia, contudo, não ficou nada feliz com a entrada da Posti nesse mercado. A organização, responsável por representar as empresas que fazem manutenções nas casas e prédios, afirma que os carteiros não possuem as habilidades certas. “Usar máquinas potentes e alguns equipamentos requer experiência”, afirma Pia Gramen, diretor do grupo. “É difícil acreditar que qualquer pessoa esteja qualificada para podar quintais”, completa.

Com BBC

Continua após a publicidade

Publicidade