Clique e assine a partir de 8,90/mês
Contando Ninguém Acredita Por Blog As notícias mais bizarras e surreais do mundo

Vídeo de “chiado de TV” recebe reclamações de direitos autorais

Por Lucas Massao - Atualizado em 4 jul 2018, 20h32 - Publicado em 11 jan 2018, 12h10

O ruído branco, sinal sonoro que contém todas as frequências na mesma potência, é usado por muitas pessoas como forma de ajudar no sono ou na concentração. Exemplos comuns são o barulho do rádio ou da TV quando estão fora do ar ou de um ar-condicionado funcionando.

O músico Sebastian Tomczak, que mora na Austrália, subiu um vídeo de dez horas no YouTube com sons eletrônicos indistinguíveis em 2015 e, desde então, foi alvo de cinco reclamações por violação de direitos autorais. No caso, os acusadores não pedem a remoção do conteúdo, mas que qualquer receita que ele gere seja cancelada. “Estou intrigado e perplexo que o conteúdo automatizado de identificação encontre padrões em ruído branco”, disse.

Nas requisições, há alegações de que trechos do vídeo de Tomczak são iguais aos de outros vídeos similares.  O músico afirmou que as reclamações “falsas” não terão impacto em seu trabalho, apesar de achá-las “frustrantes” e revelarem um grande problema. “Se eu estivesse fazendo uma quantia substancial de dinheiro de conteúdo do YouTube, um sistema tão quebrado assim poderia se provar inutilizável”, afirma.

Curiosamente, em 2012, o youtuber eepox subiu um vídeo em que pássaros aparecem cantando ao fundo. O conteúdo recebeu a mesma reivindicação de direitos autorais que o ruído branco, sendo que o documento afirmava que os sons pertenciam à companhia de música Rumblefish. Na época, a empresa divulgou um comunicado informando que o sistema de identificação era automático.

Com BBC

Continua após a publicidade
Publicidade