Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

“House of Cards” estreia amanhã. Conheça a série exclusiva da Netflix

Por Carolina Vilaverde Atualizado em 21 dez 2016, 09h29 - Publicado em 31 jan 2013, 14h20

Nos Estados Unidos, o Netflix, sistema de aluguel de séries e filmes pela televisão, já é um serviço consolidado: em agosto de 2012, a SUPER publicou que ele  tinha ultrapassado a audiência das emissoras de TV aberta e a cabo nos Estados Unidos no mês de junho. Agora, ele tenta o sucesso em um novo nicho: a produção de seu próprio conteúdoEstreia amanhã a 1ª temporada de “House of Cards”, série exclusiva do Netflix.

É a primeira série original de grande porte da empresa, que gastou cerca de 100 milhões de dólares para colocar o projeto no ar (já foram produzidas as duas primeiras temporadas da série), custo parecido com o que canais como a HBO costumam pagar por suas principais produções.

O investimento alto é justificado em parte pela equipe premiada por trás dos episódios. Kevin Spacey, ganhador de dois Oscar, encarna o personagem principal. O roteiro é de Beau Willimon, um dos roteiristas do filme “Tudo pelo poder”. E a direção fica nas mãos de David Fincher, que dirigiu filmes como “Seven”, “Clube da Luta”, “Zodíaco” e “A Rede Social”. Combinação difícil de dar errado, não?

A SUPER já conferiu os dois primeiros episódios da série e confirma: se você gosta de dramas políticos com pitadas de humor ácido, vai gostar de “House of Cards”. A trama mostra os bastidores da política em Washington, nos Estados Unidos, e todo o jogo de poder, ambição e manipulação que acontece no Congresso americano.

Continua após a publicidade

O personagem principal, Frank Underwood (Kevin Spacey) é um político que começa sua vingança por não ter conseguido o cargo que o havia sido prometido. Frank frequentemente quebra a quarta parede e fala diretamente com o espectador, contando pra ele seus planos e criando um laço de intimidade que faz qualquer um torcer pelo político manipulador.  Outros dois personagens centrais são a esposa de Frank (Robin Wrigh), que consegue ser mais fria e controladora que ele, e a jornalista que faz de tudo para ter espaço no jornal The Washington Herald, interpretada por Kate Mara.

Veja o trailer:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ULwUzF1q5w4?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&loop=0&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

A série promete: tem boa direção, elenco de peso, roteiro inteligente e uma linguagem visual bem próxima do cinema. E se os planos da Netflix forem concretizados, o programa pode marcar o início de uma nova era na produção de seriados. Vamos esperar pra ver.

Os 13 episódios da primeira temporada estreiam amanhã (1º de fevereiro) na Netflix.

Atualização: Se você não assina o serviço, fique ligado: a Netflix disponibilizará o primeiro episódio para não assinantes durante um mês inteiro, começando por hoje (1º de fevereiro).

Continua após a publicidade
Publicidade