GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Blog

Cultura

Shakespeare Embriagado: companhias teatrais que fazem (vários) brindes ao Bardo de Avon

Se você sempre quis saber o que aconteceria se alguém misturasse as linhas rebuscadas de William Shakespeare com alguns shots de tequila (quem nunca?), vai ficar feliz ao descobrir que pelo menos dois grupos de atores já fizeram o teste. E o resultado é tão esquisito quanto você poderia imaginar.

Um dos responsáveis por reinventar os escritos do século 16 é a The Drunk Shakespeare Society, sociedade nova-iorquina de “bebedores profissionais com um problema shakespeariano”. A ideia é simples: um dos atores do grupo bebe pelo menos cinco doses de uísque ou tequila antes de se dirigir ao público e começar a apresentação, o que ajuda a tornar a performance um tanto imprevisível – e sempre singular. O vídeo abaixo é uma prévia da comédia de erros embriagada:

O conceito vem da crença de que algumas das melhores peças de Shakespeare foram escritas enquanto o Bardo estava bêbado. Há quem acredite que até a plateia costumava curtir as peças levemente embriagada. Faz algum sentido: naqueles tempos a água não era potável e café e chá ainda demorariam algumas décadas para chegar na Inglaterra. Já a cerveja e o vinho eram provavelmente consumidos ao longo do dia, segundo o que o professor da Universidade de Columbia,  James Shapiro, contou ao Wall Street Journal. Mesmo que alguém não ache esse argumento lá muito convincente, o fato é que vira e mexe um dos personagens criados pelo autor (como Toby Belch, em Noite de Reis, ou Falstaff, em Henrique V) eram descritos como adeptos a um gole.

01_drunk 02_beer

Outro grupo a transformar sonhos de noites veranescas em noites de porre é o Shakespeare Exchange, também de Nova York. Um dos projetos da companhia teatral – que se dedica a explorar o que acontece quando a cultura contemporânea é infundida com a poesia e os temas do dramaturgo inglês – é o ShakesBEER. Na iniciativa, o palco também é dispensado. Entre uma cerveja e outra, o grupo de atores profissionais faz intervenções shakespearianas dentro de bares. Veja abaixo:

Pode não parecer, mas o objetivo dos projetos beberrões é nobre. A ideia é incentivar a valorização do teatro clássico e de expandir o alcance dessa forma de arte entre novos públicos. Tin-tin.

 

Via Open Culture e Theather Mania

Imagens: Divulgação

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s