Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

5 insetos indicados pela ONU para fazer parte da nossa dieta

Por Vinícius Giba Atualizado em 4 jul 2018, 20h33 - Publicado em 12 jun 2013, 22h24

1) Formigas

Ok, ok. Essa quase todo mundo já sabia. Monteiro Lobato até dizia que a bunda da saúva é “o caviar do Vale do Paraíba”. Além de algumas receitas que parecem saborosas existirem por aí, porções de formigas fornecem uma boa quantidade de proteína, cálcio, ferro, enfim: vários nutrientes essenciais. Tudo isso acompanhado de pouquíssimas calorias.

2) Grilos e gafanhotos

Isso já tem muito gente comendo por aí. Aqui no Ocidente a gente ainda resiste, mas é uma ótima ideia. Eles costumam devastar plantações e acabar com a nossa comida antes mesmo de ser colhida: então nada melhor do que devorar a eles, seus amigos e família. E mais: grilos & gafanhotos quase não têm gosto, o que é ótimo para pegar o sabor dos temperos.

3) Moscas e mosquitos

Continua após a publicidade

Esses ainda não são muito populares, mas… dê uma chance. Talvez seja bom. O boato é que as moscas que se desenvolvem num queijo, por exemplo, pegam um pouco do sabor.

4) Maria-fedida e seus primos

É isso aí. Aquela coisa fedida e irritante. Aquela que você se arrepende tanto de ter matado que quase cai em prantos pedindo perdão aos céus. Aquela que ao morrer libera o odor do capiroto. Ela está na lista de insetos comestíveis indicados para o consumo. Se você ignorar o gosto e o cheiro, dizem que elas – e muitos dos percevejos – têm efeitos anestésicos e analgésicos.

5) Piolhos

Não, obrigado.

Fonte (com mais alguns insetos para comer): National Geographic

Continua após a publicidade
Publicidade