Clique e assine com até 75% de desconto
MeME Por MeME Veja antes os virais que seus amigos vão falar e compartilhar amanhã

Conversamos com o criador de Historical footage Made In Brazil

Por Lucas Massao Atualizado em 4 jul 2018, 20h33 - Publicado em 8 fev 2017, 14h12
historical

À primeira vista, o sargento Pincel, personagem da Turma do Didi, e o ditador italiano Benito Mussolini parecem não possuir qualquer relação. O mesmo pode ser dito de William Bonner e o presidente americano John F. Kennedy. Mas a página “Historical footage Made in Brazil” consegue aliar passagens marcantes da História com cenas que só a belíssima cultura brasileira foi capaz de produzir.

Por trás da fã page, que teve um crescimento de mais de 5.000% na última semana, e hoje possui mais de 300 mil curtidas, está o brasiliense Lucas Mayon, de 19 anos. Estudante de direito e estagiário na Advocacia-Geral da União (AGU), Mayon afirmou que sempre teve interesse em história, mas que a página surgiu a partir de uma brincadeira interna. “Eu e uns amigos começamos com esse tipo de piada a partir das fotos da rebelião na penitenciária de Alcaçuz. As armas improvisadas dos detentos lembravam armas árabes medievais, e começamos a brincar com essa semelhança”.

+ Tédio em uma obra rende brincadeiras ridículas
+ Chineses são ninjas até na hora de salvar compatriotas 

Hoje, o perfil é mantido por Lucas, com a ajuda de oito editores, sendo alguns convidados pelo próprio criador. As sugestões de postagens costumam vir via mensagens dos fãs ou surgem no grupo homônimo, que reúne quem quer colaborar gratuitamente na produção de conteúdo. O aumento de popularidade, segundo Lucas, não mudou a maneira como os posts são feitos. “Publicamos por prazer, e não por dever. Não apenas não nos sentimos obrigados a postar com muita frequência, como os editores costumam produzir tanto conteúdo que chegam a competir pelo horário da publicação”, diz.

O conteúdo, que abrange diversos momentos da História, inclui temáticas delicadas, como nazismo, Guerra Fria e terrorismo e, naturalmente, rende discussões. Apesar de algumas polêmicas, Lucas afirma que os fãs receberam muito bem as publicações. “No geral, os seguidores absorveram bem a ideia da página. Mas, infelizmente, alguns deles não conseguem desassociar humor e política, e acabam achando que temos objetivos políticos por trás da página”.

A respeito do futuro da página, Lucas se mostra confiante e não quer ser apenas um sucesso momentâneo. “Pretendo começar a fazer vídeos, com o mesmo padrão das postagens atuais. Temos uma preocupação muito grande em impedir que o sucesso da página seja apenas momentâneo”.

Continua após a publicidade
Publicidade