Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Na Lua, um balão de hélio sobe ou desce?

No nosso satélite natural, a coisa é diferente.

Por SUPER Atualizado em 26 out 2020, 15h43 - Publicado em 18 jul 2019, 18h56

Na Lua, ele desceria. Na Terra, o que faz o balão subir é a diferença entre a densidade do ar atmosférico (que é 99% oxigênio e nitrogênio) e a do hélio dentro da bexiga. O hélio é mais leve do que esses outros gases, e isso faz o balão subir.

Essa força gerada pela diferença de densidade se chama empuxo. Na Lua a coisa é diferente, pois praticamente não há atmosfera. Não existe diferença de densidade entre o hélio e o ar – pois não existe ar. Logo, não há empuxo, e o balão não sobe. Pelo contrário: o balão e o hélio são atraídos pela gravidade lunar. Ela é fraquinha, apenas um sexto da terrestre, mas suficiente para puxar o a bexiga para baixo. E aí ela cai.

Fonte: Cláudio Furukawa, Instituto de Física da USP.

Publicidade