Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

O que custa mais caro: ter um filho ou uma filha?

Pergunta de Letícia, 23, Macaé, RJ

Por Oráculo Atualizado em 2 Maio 2018, 16h41 - Publicado em 6 fev 2015, 11h46

Ter uma filha custa mais que ter um filho?
Letícia, 23, Macaé, RJ

Não existe necessariamente uma diferença de custo entre um filho e uma filha. Segundo uma pesquisa do Instituto Nacional de Vendas e Trade Marketing (Invent), o valor que ambos os gêneros gastam, desde o nascimento até os 23 anos, varia entre R$ 53.700 e R$ 2.086.602. Tudo depende de quanto a família decide investir no fedelho.

A pesquisa diz ainda que, tanto para os ricos quanto para os pobres, o maior sumidouro de dinheiro é a educação, que consome cerca de 34% da renda na classe A e até 45% da renda na classe C. Já o valor da alimentação, durante os 23 primeiros anos do herdeiro, pode variar de R$ 23 mil, no grupo mais pobre, a R$ 115 mil no mais rico. Os gastos com lazer das classes menos favorecidas – que incluem cinema e festas de aniversário – são de apenas R$ 4,8 mil em 23 anos. Os pequenos milionários, por sua vez, geram uma despesa que ultrapassa R$ 119 mil com roupas e calçados. Nesse item, o consumo para os mais pobres não chega a R$ 20 mil em 23 anos.

  • Você pode achar que meninas custam mais porque lembramos de coisas como festa de debutante, absorventes e quetais (como se meninos não tivessem suas coisas gastadoras também). Mas, como vimos acima, isso tudo é troco em bala perto do que se gasta com escola.

    Fonte: Adriano Amui, professor da ESPM e diretor do Instituto Invent, responsável pela pesquisa “O Custo de um Filho”.

    Continua após a publicidade
    Publicidade