Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Por que maus motoristas são chamados de barbeiros?

O xingamento é antigo: consta do dicionário desde 1938.

Por Oráculo Atualizado em 20 ago 2020, 14h18 - Publicado em 2 mar 2017, 18h33

A palavra “barbeiragem” com sentido pejorativo consta do dicionário desde 1938. O termo está relacionado à função histórica do barbeiro.

Até o início do século 19, o ofício abrangia muito mais do que aparar a barba ou cortar o cabelo. Devido à precariedade do acesso à medicina, os barbeiros também ajudavam a arrancar dentes ou a fazer “sangrias” (uma extração de sangue proposital realizada com pacientes, que, acreditava-se na época, tinha algum poder terapêutico).

Até hoje, o branco e o vermelho daqueles “pirulitos” que as barbearias hipster usam na porta dos estabelecimentos representam o sangue e as bandagens.

Como não tinham especialização em procedimentos cirúrgicos, os barbeiros eram um bocado brutos, e uma visita ao médico era algo bem mais traumático do que é hoje. Por isso, eles foram estereotipados como inexperientes e desastrados.

O Brasil importou a expressão de Portugal e, por aqui, ela se popularizou para designar motoristas atrapalhados, que só fazem bobagem no trânsito.

Fonte: Elisa Battisti, linguista da UFRGS e Ari Riboldi, etimologista e autor do livro O Bode Expiatório.

Pergunta de Marcelo Fassina, Curitiba, PR.

Continua após a publicidade
Publicidade