GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Por que, no Nordeste, Severino recebe o apelido de Biu?

Por que, no Nordeste, quem é chamado Severino recebe o apelido de Biu?
Paula Macêdo, Recife, PE

Só um longo encadeamento de fenômenos linguísticos pode explicar essa: o primeiro seria a “elevação vocálica”, em que o “e” ganha som de “i” e o “o” é pronunciado como “u”. Nesse caso, Severino se pronunciaria “Sivirinu”.

Depois viria a “plosivização” de “v” (como no caso de “vasco”e “basco”, que são a mesma palavra com sotaques diferentes). Nesse caso, O “Sivirinu” pode ter virado “Sibirinu” em alguns sotaques nordestinos.

A partir daí, teria havido o “truncamento”, quando parte da palavra é suprimida (como quando Sebastião vira Tião).

Trocando em miúdos todo esse desvio fonético: primeiro Severino teria virado Sivirinu (ou Sibirinu). Daí, começou a ser reduzido para “Birinu”, daí para “Biriu” e, finalmente, para “Biu”, oxe.

Número incrível

170 mil é o número de Severinos no Brasil.

Outro dado relevante sem nenhuma ligação

170 mil é a estimativa de casos de câncer de pele no Brasil em 2018.

 

Fontes: Elisa Battisti, linguista da UFRGS; IBGE; Inca

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. alexandre custodio

    registro aqui informação adquirida em prosa com desertor da wic nos prováveis idos de 1700, próximo à latitude 10s, totalmente inserido na comunidade local. “tem tantos severinos aqui quanto bills in nederland, severinos são bills, en ze houden van”. no trace

    Curtir