Clique e assine a partir de 8,90/mês
Oráculo Por Blog Pode perguntar que a redação da SUPER responde: oraculo@abril.com.br

Por que o banheiro do Shrek tem uma Lua entalhada na porta?

Por Rafael Battaglia - 10 jul 2020, 08h02

É uma regra de ouro dos desenhos animados: os banheiros externos (em inglês, outhouses) feitos de madeira quase sempre possuem esse detalhe. Mas a verdade é que é difícil definir a origem dessa tradição.

Antes de entender o símbolo, vamos compreender a necessidade do buraco: era preciso que as casinhas fossem iluminadas e ventiladas – afinal, estamos falando de um banheiro. A marca era feita no topo justamente para respeitar a privacidade dos usuários.

A história mais difundida sobre a origem da Lua é a de que ela era usada para distinguir banheiros masculinos e femininos. No início do século 19, grande parte das pessoas não sabia ler, então o jeito era usar símbolos: Sol ou estrela para homens, Lua (associada à deusa romana Diana) para as mulheres.

Com o tempo, só teriam sobrado casinhas femininas. Os banheiros masculinos eram nojentos e mal cuidados (algumas coisas nunca mudam), e os homens, aos poucos, foram usando o banheiro com a lua na porta – e o símbolo pegou.

Continua após a publicidade

Legal, não? O problema é que essa história, provavelmente, é balela, e foi inventada depois que as luazinhas já eram populares – um mito, para explicar como surgiram. Até porque, antes do século 20, quem levava uma vida difícil (e com poucos recursos) a ponto de construir uma casinha não teria como prioridade criar uma para cada sexo. 

Outro problema é que, em várias culturas, o Sol é menina, e a Lua, menino. O mais provável é que a Lua, além de um ornamento simpático, desse uma boa maçaneta, pois seu formato côncavo é ideal para encaixar os dedos. E aí a ideia virou meme entre os artesãos.

No fim, o que vale é a tradição: se a pessoa aprendesse que uma outhouse era feita com uma lua na porta, era dessa forma que o ensinamento seria transmitido adiante. Vale dizer também que, em outros países, os símbolos mais comuns são outros. Na Alemanha, é um coração (uma tentativa, talvez, de tornar a tarefa de ir ao banheiro mais agradável); na Polônia, um diamante. 

Fontes: Atlas Obscura e Missouri Folklore Society

Publicidade