GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quais as regras para a aposentadoria de transgêneros no Brasil?

Quais são as regras para a aposentadoria de transgêneros no Brasil?
Marcela Honda, Brasília, DF

Vale o gênero adotado legalmente.

Ou seja, uma pessoa que biologicamente é mulher, mas que se reconhece como homem, irá se enquadrar na lei previdenciária masculina, sem restrições – o mesmo vale para o contrário, quando um indivíduo cujo gênero biológico é masculino se reconhece como mulher. Para obter o direito, a pessoa deve incluir seu novo gênero nos documentos.

A burocracia para isso ficou menor em março de 2017, quando o campo “nome social” foi incluído no CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais).

Ah, só que não adianta um homem completar a redesignação sexual com 59 anos para se aposentar aos 60 em vez de aos 65: se a mudança for feita aos 18, o trans se aposenta aos 60; se ocorrer aos 30, 40 ou 50, um cálculo de proporcionalidade define a idade de aposentadoria.

Fontes: INSS; Adriane Bramante, do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s