Clique e assine com até 75% de desconto
Oráculo Por Blog Pode perguntar que a redação da SUPER responde: oraculo@abril.com.br

Qual é o bonsai mais antigo de que se tem notícia?

Por Maria Clara Rossini Atualizado em 20 nov 2020, 11h54 - Publicado em 20 nov 2020, 11h47

Um candidato é o Ficus retusa Linn, que fica no Museu Crespi Bonsai, em Milão.

Estima-se que essa figueira tenha mais de mil anos. O bonsai foi levado à Itália pelo colecionador Luigi Crespi em 1986 após dez anos de negociação. Tem 3,1 m de altura e 2,8 m de largura.

Apesar de ocupar um vaso gigante, ainda é pouco comparado aos 10 m que a espécie pode atingir na natureza. Não dá para saber se esse é o bonsai mais antigo do mundo, mas certamente é o mais antigo na Europa.

Outros candidatos estão no Japão – o país em que a técnica de criação de mini plantas é mais disseminada. Um pinheiro do gênero Juniperus, no viveiro Mansei-en em Saitama, tem idade estimada em mais de mil anos. Já o Shunka-en, em Tóquio, contém vários bonsais com mais de 800 anos.

O termo “bonsai” vem do japonês e significa “árvore plantada em um vaso”. A técnica teve origem em 700 d.C. na China, e foi introduzida no Japão por volta do ano 1300.

Trata-se de uma maneira cultivar e podar qualquer árvore para que ela pareça uma miniatura da original. Não há necessidade de adicionar nenhuma substância para impedir o crescimento – tudo é feito com auxílio de podas específicas e instrumentos (como arames). 

É possível estimar a idade de um bonsai com base no diâmetro e na casca do tronco. Para aumentar a precisão dessa estimativa, o único jeito seria observar os anéis de crescimento no interior do tronco (como se faz com uma árvore de tamanho normal). O problema é que, para isso, seria necessário cortar e danificar a árvore centenária. Nesse caso, é melhor aceitar que o mistério também faz parte do bonsai.

Pergunta de @re.athashidalgo, via Instagram.

Continua após a publicidade
Publicidade