Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Será que meu celular espiona o que digo?

Quem nunca achou que tivesse um espião dentro da bolsa?

Por Oráculo Atualizado em 11 set 2018, 12h05 - Publicado em 28 mar 2018, 17h36

Há alguns dias estava conversando sobre um amigo que faleceu e sobre a preocupação da família em organizar o velório e o enterro. Pouco tempo depois, sites que visitava e redes sociais que utilizo começaram a exibir anúncios de serviços funerários no meu celular, sem que eu jamais tenha pesquisado sobre isso antes.

Será que meu celular espiona o que digo?
Cecília Fernanda Luz Silva, Recife, PE

Oficialmente, não, Cecília. Então, esse estapafúrdio episódio que você relatou deve ter sido mera coincidência.

O Google e o Facebook já publicaram várias notas oficiais negando usar microfones de gadgets (incluindo seu celular, smart TV, laptop etc.) para ouvir conversas de usuários a fim de determinar o que aparece em anúncios e feeds de notícia. Tais serviços garantem que só pedem acesso ao microfone e à câmera de dispositivos pessoais para a gravação de áudios/vídeos ou para fins de comando de voz.

“Mas e o Mark Zuckerberg, criador do Facebook, flagrado em 2016 com as entradas de vídeo e de áudio do seu computador tapadas com fita adesiva?”, você pode se perguntar.

  • Isso não seria a prova cabal de que somos espionados pelos nossos aparelhos eletrônicos? Na-na-ni-na-não. A aparente neura do Zuck não passa de uma medida de segurança pessoal tomada por um dos caras mais visados por hackers no mundo, oxe.

  •  

    Fontes: Alan Sanches da eSecurity, Apple e Google.

    Continua após a publicidade
    Publicidade