Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Oráculo Por Bruno Vaiano Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Um motorista comum consegue tirar um carro de Fórmula 1 do lugar?

Tirar do lugar, até consegue. Pilotar é outra história.

Por Alexandre Versignassi 18 dez 2020, 08h42

Diversos mortais tiveram oportunidade de dar uma volta num F-1. E o carro assusta. Os elementos básicos são os mesmos: acelerador, freio, embreagem (que é uma alavanca atrás do volante). Mas eles não respondem como estamos acostumados. O acelerador é curto e arisco. O carro morre fácil. Mas dá para tirar do lugar, sim.

  • Uma vez na pista, o freio vira o problema: ele é quase uma chapa fixa, sem curso nenhum. Antes de uma curva, ou você freia no momento exato ou roda. Foi o que aconteceu mais de uma
    vez com o tricampeão Niki Lauda quando ele se aventurou a pilotar um F-1 moderno, aos 52 anos.

    Se nem ele domou a fera, imagina nós.

    @_leandroagarcia, via Instagram

    Continua após a publicidade
    Publicidade