Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Diário de um guarda-roupa: o blog que conta histórias emocionantes de nossas roupas

Por Suzana Camargo Atualizado em 21 dez 2016, 10h24 - Publicado em 9 out 2014, 15h44

diario-de-um-guarda-roupa-patagonia-super

Arctic Lime é uma jaqueta verde de um pequeno menino da California. Ele adora explorar o lugar onde vive, e ao lado de sua cachorra e de Arctic Lime, já viveu grandes aventuras. Nos últimos tempos, entretanto, a peça de roupa preferida do garoto tem reparado que suas mangas estão ficando curtas para o companheiro, que está crescendo. Em breve, Arctic Lime sabe que ele irá proteger do frio e do vento um novo amiguinho.

O relato é um dos muitos apresentados pelo blog criado pela Patagonia, empresa americana fabricante de roupas, comprometidíssima com a sustentabilidade.

Worn Wearé uma espécie de diário de peças de roupas dos consumidores da marca. Seus donos escrevem cartas para a empresa contando histórias de momentos especiais e únicos que vivenciaram juntos. São depoimentos inesperados, intrigantes, engraçados e extremamente tocantes.

Há histórias como a do casaco já surrado, cheio de bolinhas, de Jack Wilson. Mr. Fuzzi(sim, este é o nome do casaco) já esteve em montanhas do Nepal com este senhor americano. Até hoje, quando a temperatura cai e a neve chega, é este velho amigo que Wilson procura dentro do armário.

Já o surfista meio hippie, Christo Grayling, pegou ondas durante 15 anos com sua bermuda favorita. Ela entrou nos mares da Índia, Sri Lanka, Peru e Equador. Os rasgados foram costurados e quando não havia mais jeito, Grayling remendou um pedaço do tecido de um guarda-sol para que a o shorts tão querido durasse um pouco mais.

A ideia de reunir todos estes depoimentos é fazer com que as pessoas valorizem aquilo que têm dentro de seu guarda-roupa. Worn Wear é um manifesto pelo consumo consciente. Há muito tempo a Patagonia estimula esta atitude. Parece irônico, uma empresa que vende roupas pregar este tipo de atitude. Mas é o que ela faz.

Continua após a publicidade

Entre as práticas que a companhia defende estão que o consumidor deve se perguntar – antes de comprar – se realmente precisa  daquela roupa. A marca estimula ainda seus consumidores a consertarem suas peças, doarem ou simplesmente enviarem de volta aquelas velhas, que não servem mais, pois elas serão recicladas.

Como investe em materiais duráveis para confeccionar suas coleções, o que acaba acontecendo é que as peças realmente se tornam companheiras de uma vida. É o que revela o depoimento de Haley, que aparece na imagem de abertura deste texto. Ela aparece sorridente, aos 4 anos, ao lado da mãe, que veste um casaco colorido exatamente igual ao seu.

Quando tinha 18 anos, Haley encontrou o casaco da mãe e desde então ele ganhou um lugar especial na sua vida nos dias de frio. Há pouco tempo, ela descobriu que o seu tinha sido doado para uma prima, que instantaneamente o escolheu como favorito também.

P.S. Quando escrevi este texto lembrei de uma roupa muito especial aqui em casa. A foto abaixo é de meu filho caçula. Ele está vestindo este pijama colorido, que foi herdado do irmão mais velho e também usado pelo irmão do meio. Há alguns anos o pijama foi doado para o filho de uma amiga e agora, imagino, já esteja esquentando outro menininho durante o inverno.

diario-de-um-guarda-roupa-blog-super

*Worn Wear

Leia também:
Vídeo é antídoto contra Black Friday
m por cento para o planeta
Moda do bem
Segunda mão está na moda

Fotos: reprodução blog Worn Wear e arquivo pessoal

Continua após a publicidade
Publicidade