Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

GravityLight: para acender a lâmpada, basta a força da gravidade

Por Marina Franco Atualizado em 21 dez 2016, 10h33 - Publicado em 9 jan 2013, 08h30

Uma fonte de luz que substitua os lampiões de querosene usados por pessoas que não têm acesso à eletricidade (ao todo são 1,5 bilhões, segundo a ONU) deve ser barata, segura e abastecida de forma natural. Com base nessas diretrizes, uma dupla de designers ingleses desenvolveu uma lâmpada que precisa, apenas, da força da gravidade para ser acesa. Foram quatro anos de pesquisa e trabalho.

Martin Riddiford e Jim Reeves, diretores da empresa de design Therefore, batizaram sua obra de Gravity Light. Ela é feita de LED e fica acesa por 30 minutos para cada três segundos em que “carregar” algum peso, como um saco cheio de areia ou de pedras, por exemplo.

Isso é possível porque engrenagens do interior do aparelho convertem o peso em energia. Mais simples – e seguro – do que acender um lampião! A energia produzida ainda pode ser usada para abastecer aparelhos como rádios e baterias.

Outra vantagem de usar a gravidade como fonte de energia é que esta lâmpada dispensa o uso de pilhas, necessárias em lâmpadas de placas solares. Isso significa que não há custos com manutenção, nem descarte de baterias. Estima-se que o preço da Gravity Light, quando fabricada em grande escala, será o equivalente a US$ 5.

O projeto nasceu a partir de um concurso lançado pela ONG Solar Aid* (já divulgamos outra iniciativa dessa organização aqui no site) para estimular a produção de alternativas aos lampiões de querosene, que soltam fumaça tóxica prejudicial à saúde. E já foi reconhecido: os designers conquistaram financiamento coletivo para viabilizar a distribuição de sua invenção emaldeias da África e da Índia.

Assista o vídeo abaixo para entender melhor como funciona a Gravity Light:

*Solar Aid

Leia também:
Quiosque solar fornece energia e muda a vida de vilarejo da Etiópia
Lâmpada WakaWaka levará luz a regiões pobres
O forno solar

Continua após a publicidade

Publicidade