Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Israelense cria painel de iluminação urbana autossuficiente em energia

Por Marina Franco Atualizado em 21 dez 2016, 10h31 - Publicado em 17 out 2011, 10h08

A placa de iluminação externa instalada no prédio acima não gasta dinheiro com eletricidade, nem o consumo de combustíveis fósseis. Pelo contrário, ela não polui e se abastece de energia gratuita. Isso porque o painel, feito de aço e alumínio, é composto por pastilhas “dupla face” que, de um lado, têm placas fotovoltaicas para capturar a luz solar e, do outro, tela de OLED – diodos orgânicos emissores de luz, que emite luz ao receber carga elétrica.

A invenção, chamada UrbanTiles, é do designer israelense Meidad Marzan da Academia Bezalel de Arte e Design, de Jerusalém, para quem a grande quantidade de energia solar que as cidades recebem diariamente é desperdiçada. Ele desenvolveu este painel como forma de aproveitar toda essa energia – durante o dia ela é armazenada – e iluminar as cidades à noite com criatividade.

O painel UrbanTiles produz um efeito de iluminação legal, porque é possível escolher o lado que as pastilhas serão posicionadas – de modo que formem desenhos gráficos de luz -, já que ele tem um motor elétrico que roda cada parte no seu eixo.

Além de iluminar a cidade, ele pode servir de tela, como a de uma televisão, para o interior dos apartamentos – basta configurar todas as pastilhas com o lado de OLED virado para dentro. Marzan espera que o painel – que ainda é um projeto – possa ser controlado por uma interface touchscreen.

Que tal uma iluminação dessa para a sua cidade?

Leia também:
Sol ligado na tomada
Sua lâmpada será assim
Cemitérios fotovoltaicos

Siga o Planeta Sustentável:

Continua após a publicidade
Publicidade