Clique e assine a partir de 5,90/mês

Um milhão de africanos assistem à Copa em uma única TV

Por Thays Prado - Atualizado em 21 dez 2016, 10h18 - Publicado em 16 jun 2010, 19h26

Por pouco, os cerca de um milhão de habitantes da favela de Kibera, em Nairóbi, capital do Quênia, não poderiam assistir à Copa do Mundo, que acontece em seu próprio continente. A causa? Kibera não tem eletricidade. Para iluminar suas casas, à noite, os moradores utilizam lâmpadas à base de querosene que, além de perigosas, são altamente poluentes.

A solução foi  trazida pela ONG suíça Solafrica, que instalou uma TV alimentada por uma estação de energia solar portátil (veja a foto), onde os moradores se reúnem para assistir aos jogos.

Haja paixão e bom senso para arrumar um lugarzinho ao redor da telinha.

Depois da Copa, a TV será doada a uma escola próxima à favela.

Esse não é o primeiro projeto da ONG em Kibera. No ano passado, a Solafrica, juntamente com o Greenpeace e Programa da Juventude da Comunidade de Kibera iniciaram um programa que capacita jovens a produzir lâmpadas LED para substituir as de querosene.

* Solafrica

Continua após a publicidade
Publicidade