Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Usar camisinha pode salvar espécies ameaçadas de extinção

Por Débora Spitzcovsky - Atualizado em 21 dez 2016, 10h18 - Publicado em 29 set 2010, 10h00

Quem disse que o sexo não tem relação com a sustentabilidade? O CBD – Centro para Diversidade Biológica, dos EUA, quer provar o contrário e, por isso, lançou o projeto Endangered Species Condoms (Camisinhas das Espécies Ameaçadas, em português).

Baseada em estudos científicos, a iniciativa pretende mostrar para as pessoas que usar camisinha pode ajudar a salvar espécies que estão ameaçadas de extinção em todo o planeta. Como? A lógica é simples: segundo eles, quanto mais pessoas existir no mundo, mais poluição e menos espaço e recursos naturais haverá para os outros seres vivos.

Assim, ao usar preservativos na hora do sexo, estaríamos ajudando a diminuir as taxas de natalidade no mundo e, consequentemente, evitando o desaparecimento de:
– 12% das espécies de mamíferos e aves;
– 31% dos répteis;
– 30% dos anfíbios e
– 37% dos peixes que, hoje, estão ameaçados.

Será? Para o CBD a ideia faz sentido e, por isso, a entidade está distribuindo desde fevereiro as Camisinhas das Espécies Ameaçadas para a população. São seis modelos de pacote, que estampam seis espécies diferentes: urso polar, peixe, coruja, besouro, jaguar e sapo. As embalagens ainda trazem informações sobre cada animal e frases “engraçadinhas” que rimam o uso da camisinha com o nome da espécie que aparece no pacote.

Continua após a publicidade

Até agora, a campanha distribuiu mais de 250 mil camisinhas, de graça, em 50 estados norte-americanos.  Mesmo que a teoria do CBD sobre a preservação das espécies esteja furada, uma coisa é certa: eles estão incentivando o sexo seguro no país.    

Leia também:
Como fazer sexo ecológico?   

*Endangered Species Condoms

Siga o Planeta Sustentável:

Publicidade