Clique e Assine por apenas 8,90/mês
Se Conselho Fosse Bom Por Blog Coluna semanal de perguntas práticas, sentimentais e existenciais enviadas por leitores da SUPER. Por Karin Hueck

“Criei filhos e netos, e agora estou namorando – mas não quero morar junto de jeito nenhum”

Como dizer que o namoro vai às mil maravilhas - especialmente se cada um tiver a sua casa?

Por Karin Hueck - 13 mar 2018, 15h41

Sou viúva, e tenho três filhos adultos e vários netos. Estou namorando uma pessoa que mora em outro estado – e agora ela quer vir morar comigo. Mas eu não quero esse arranjo! Sempre vivi sozinha e não gostaria de misturar família e meu relacionamento. Finalmente, estou em uma fase de poucos compromissos e de aproveitar a vida. Como devo proceder? Como propor um outro caminho sem abalar o nosso relacionamento? Eu realmente gosto dessa pessoa. Queria que ela entendesse que quero namorar, mas sem as cobranças das nossas famílias?
– Curtindo a vida
– Cara curtindo a vida
Que momento ótimo! Nada mais justo do que você curtir a sua liberdade depois de criar filhos, trabalhar e ver os netos nascer. Você tem todo o direito a uma vida sem enroscos – e esse desejo não tem nada a ver com gostar ou não do seu relacionamento. O importante é que essa pessoal especial entenda que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Comece a conversa dizendo que você gosta muito dela e que acredita que na sua relação. Depois explique que essa liberdade que vocês têm hoje iria acabar se vocês dividissem o mesmo teto: famílias tendem a palpitar na vida alheia, cobrar presença, gerar fofoca. Diga que você passou muito tempo atendendo às expectativas dos outros e que essa é a sua chance de uma vida independente. Proponha uma viagem a dois ou vá visitar o seu amor por um longo período. Não faça joguinhos e mostre sempre como você está envolvida. Se o namoro ficar firme e forte, é possível que em algum momento – depois de curtir muito esse vidão – você também sinta vontade de compartilhar um mesmo teto.

Publicidade