Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Se Conselho Fosse Bom Por Blog Coluna semanal de perguntas práticas, sentimentais e existenciais enviadas por leitores da SUPER. Por Karin Hueck

“Estou quase namorando com alguém que não tem tempo para mim. E agora?”

Melhor nem entrar nesse rolo, não é mesmo?

Por Karin Hueck 3 abr 2018, 16h45

Conheci uma pessoa incrível, estou apaixonado por ele, e ele diz que é recíproco… Eu acredito nele. O problema é que ele não tem tempo pra mim. Estamos no começo de um quase relacionamento e eu esperava que ele me desse atenção. Mas ele é muito aplicado na faculdade e em serviço voluntário. Não acho isso ruim, acho muito incrível – mas estou inseguro. Já conversei sobre isso, e ele é teimoso, não abre mão de ser um excelente aluno nem do trabalho voluntário. A minha pergunta é: devo investir nessa relação sabendo que eu gosto muito dele e ele de mim, ou devo abandonar o barco antes de entrar, levando em conta que ele tem pouco tempo disponível para investir nesse relacionamento?
– Prioridade 0
– Caro prioridade 0
Geralmente, quando a pessoa está a fim, ela encontra tempo para o ~amor~. Ainda assim, acredito em você. Vamos dizer que o seu quase-relacionamento realmente esteja envolvido e apaixonado, e queira muito ficar com você. O problema, então, está nas expectativas. Pelo jeito, ele não precisa de muita proximidade e intimidade. Isso quer dizer que jamais vai dar a atenção de que você precisa (já que vocês nem começaram a namorar e ele já está ausente). Você ficará frustrado o tempo todo. Não tem nada de errado em querer um namorado presente (e acho mesmo que você está certo em querer mais do que as poucas horas livres que ele tem) – mas esse seu crush não é o cara. Termine a relação agora, antes de você ficar ainda mais decepcionado. E procure alguém que você possa ver ao vivo, e não só pela tela do celular.

Publicidade