Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Criador do CSS quer banir as barras de rolagem para sempre

Por Tânia Vinhas Atualizado em 21 dez 2016, 10h36 - Publicado em 3 nov 2011, 17h20

Se depender de Hakon Wium Lie, as barras de rolagem estão com os dias contados. Achou estranho? Nós também, mas o fato é que o criador do CSS (Cascading Style Sheets) quer radicalizar e dar um fim nas coitadas.

Lie deu dois motivos para a decisão: 1) o conteúdo das coisas não se encaixa de modo apropriado na janela do browser e 2) tentar imprimir páginas da web é uma coisa meio complicada (isso é verdade). A solução, então, seria trocar as barras pelo GCPM, sigla de “Generated Content For Paged Media“, que na verdade é algo como “não role a página para cima e para baixo, vire a página como se fosse um livro”.

“Livros são muito mais fáceis de lidar do que barra de rolagem”, declarou Lie. “A página pode ter uma apresentação muito mais bonita. O ato de virar a página vai virar um evento. Acho que poucas pessoas sentariam para ler Alice no País das Maravilhas usando uma barra de rolagem”.

Não vamos discutir sobre Alice, mas o problema é que dar aquela rápida passada de olhos no conteúdo pode ficar complicado e demorado (pra não dizer “uma chatice”), além de dificultar a busca do prático “localizar” (ctrl+F). A polêmica foi dada – você acha que a ideia sai do papel?

Continua após a publicidade

Publicidade