Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Frase da semana: “Os mais fortes de todos os guerreiros são estes dois: Tempo e Paciência” – Liev Tolstói

Por Anita Porfirio Atualizado em 21 dez 2016, 10h36 - Publicado em 6 set 2012, 16h09

Liev Tolstói (que você talvez conheça como Leo ou Leon) é um dos grandes autores da literatura mundial. Suas obras mais famosas – Guerra e Paz e Anna Karênina -, são figurinhas fáceis nas listas de livros mais importantes de todos os tempos. Além da literatura, que não é pouca coisa, Tolstói foi importante na consolidação do pensamento pacifista e anarquista. Sendo filho de nobres ligados aos czares, era de se esperar que o russo tivesse vivido uma vida de luxo e comodidade. Mas não foi bem assim.

Tolstói ficou órfão ainda criança. Na juventude, bebia muito e curtia umas apostas (pra não falar das prostitutas). Mas essa farra toda acabou lhe causando uma falta de sentido na sua vida.. Aí ele foi pro exército, na época da expansão Napoleônica. Essa fase militar rendeu não só a inspiração para Guerra e Paz, como também o transformou em um pacifista.

Depois desses perrengues, Tolstói se casou e teve treze filhos. Ele vivia com a esposa Sophia no campo, onde fundou uma escola. Com a publicação dos livros veio o sucesso e uma vida confortável. Mas o vazio continuava.

Então, já casado, chefe de família e famoso no mundo todo, Tolstói acabou se tornando um cristão fervoroso. Mas ele não respeitava as igrejas (tanto que foi excomungado pela Igreja Ortodoxa) e tinha sua própria visão dos ensinamentos de Cristo. Essa fase o levou a um desprendimento das coisas materiais e, finalmente, o vazio foi superado.

Continua após a publicidade
Publicidade