GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

10 erros ao escutar letras de música

por Thiago Perin
COLABORAÇÃO PARA A SUPERINTERESSANTE

Às vezes, o sotaque do cantor é meio enrolado. Às vezes, a poesia é um tanto “obscura” e fica difícil entender o que ele está querendo dizer – “do nosso jeito” faz bem mais sentido. Daí a gente abstrai e canta errado mesmo. E tem quem passe a vida toda cantando um verso, um trecho, ou até uma música inteira da forma errada, sem ao menos se dar conta. É quase um fenômeno antropológico. Então, nos aventuramos em uma pequena pesquisa informal e listamos algumas das mais curiosas “releituras” ligeiramente equivocadas de verdadeiros clássicos da música. Tem para todos os gostos. Ouve aí. Canta em coro com a gente.

 

“NOITE DO PRAZER”, de Cláudio Zoli
A letra correta: “Na madrugada / A vitrola rolando um blues / Tocando B.B. King sem parar”
Como o pessoal canta: “Na madrugada / A vitrola rolando um blues / Trocando de biquíni sem parar”
A gente já começa com o maior clássico da seção “cantando errado”. “Noite do Prazer”, de 2001, deixou os não-fãs de blues confusos. Prazer estranho esse de ficar trocando de biquíni sem parar. Na madrugada, ainda por cima.

 

“MELÔ DO MARINHEIRO”, dos Paralamas do Sucesso
A letra correta: “Entrei de gaiato no navio”
Como o pessoal canta: “Entrei de caiaque no navio”
No dicionário, “gaiato”: “rapaz travesso e vadio, garoto, amigo de travessuras, malicioso”. Ok, o pessoal entrou no navio na base da malandragem. Faz sentido. Entrar DE CAIAQUE no navio não faz. Confere aí o “Melô do Marinheiro”, de 1986.

“COMO NOSSOS PAIS”, de Elis Regina
A letra correta: “Mas é você que ama o passado e que não vê / Que o novo sempre vem”
Como o pessoal canta: “Mas é você que é mal-passado e que não vê / Que o novo sempre vem”
Se deixe contagiar pela interpretação visceral de Elis em “Como Nossos Pais”, de 1976, e é fácil achar que ela está ali apontando o dedo e querendo ofender mesmo: “SEU FEIO. SEU MAL-PASSADO”. Mas não, gente. Ele só “ama o passado”. Menos mal.

“MELÔ DO TCHAN”, do Gera Samba
A letra correta: “Domingo ela não vai / Vai, vai / Domingo ela não vai, não / Vai, vai, vai”
Como o pessoal canta: “Comigo ela não vai / Vai, vai / Comigo ela não vai, não / Vai, vai, vai”
Calma, ela até vai com você – só não no domingo. Por que? Vai saber, talvez porque domingo é dia santo e ela, moça recatada, é religiosa demais. Se não tomar cuidado, “depois de nove meses você vê o resultado”. O “Melô do Tchan” fez todo mundo (oi?) dançar em 1996.

“OCEANO”, do Djavan
A letra correta: “Amar é um deserto e seus temores”
Como o pessoal canta: “Amarelo é um deserto e três tenores”
Esse erro nem é tão grave, e é especial, porque conseguiu até manter uma certa poesia no verso. Afinal, um deserto é, de fato, amarelo, certo? Já a parte sobre os tenores, bem, aí é preciso um pouco mais de imaginação. Dê play e relembre “Oceano”, de 1989.

“YOU KNOW I’M NO GOOD”, da Amy Winehouse
A letra correta: “I cheated myself” (“Eu traí a mim mesma”)
Como o pessoal canta: “I shitted myself” (“Eu borrei as calças”)
Em 2006, Amy apareceu cantando que tinha traído a si mesma. Mas a sonoridade do verbo “trair” no passado, em inglês, se aproxima muito de outro, que é ainda mais degradante. Fica fácil confundir. Mas, bem, a gente já viu ela aprontando cada uma que, convenhamos, se a letra errada fosse factual, não seria lá grande tapa na cara da sociedade.

“TICKET TO RIDE”, dos Beatles
A letra correta: “She’s got a ticket to ride” (“Ela tem uma passagem para ir embora”)
Como o pessoal canta: “She’s got a chicken to hide” (“Ela tem um frango para esconder”)
Ela vai deixar os Beatles tristes. E eles acham que é hoje. Mas é porque ela não se importa com eles e está indo embora – aparentemente, de trem. Não tem nada a ver com aves. No clássico de 1965, os ingleses colocaram a gente para cantar sobre um misterioso frango que, por algum motivo, tinha que desaparecer. Ou não. No caso, não.

“LOSING MY RELIGION”, do R.E.M.
A letra correta: “That’s me in the corner, that’s me in the spotlight” (“Aquele sou eu no canto, aquele sou eu sob a luz do holofote”)
Como o pessoal canta: “Let’s pee in the corner, let’s pee in the spotlight” (“Vamos fazer xixi no canto, vamos fazer xixi sob a luz do holofote”)
Não, o clássico indie do R.E.M., de 1991, não incentiva tamanha rebeldia. Pelo contrário, fala sobre um moço sem coragem de sair do seu cantinho e tomar uma atitude mais significativa e chamar a atenção de um alguém especial. Se bem que… De fato, se a ideia é chamar atenção, os versos errados dão uma ideia eficiente. Talvez não a melhor, mas eficiente.

“ALEJANDRO”, da Lady Gaga
A letra correta: “She’s got both hands in her pockets” (“Ela está com as duas mãos dentro dos bolsos”)
Como o pessoal canta: “She’s got Prozac in a bucket” (“Ela tem Prozac em um balde”)
Ninguém se surpreende com Lady Gaga fazendo, vestindo ou cantando maluquices. Será que em “Alejandro”, de 2009, a moça estava fazendo a antissocial, com as mãos nos bolsos, ou tentando sair de uma fossa danada, à base de baldes de antidepressivo? Quando o papo é sobre ela, não dá para ter muita certeza. Mas a gente acha que é a primeira opção.

 

HINO NACIONAL, na versão da Vanusa
A letra correta: “És belo, és forte, impávido colosso / E o teu futuro espelha essa grandeza”
Como o pessoal canta: “És belo, és forte, és risonho… E límpido / Se em teu formoso / Risonho e límpido… / A imagem do Cruzeiro…”
Ok, essa letra, desse jeito, provavelmente só ela canta. Quer dizer, depois do mico cair no YouTube, agora em 2010, muita gente adotou a nova versão. Convenhamos, o Hino estava mesmo meio desatualizado, precisando de uma repaginada moderna, né? Obrigado, Vanusa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s