GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

As 12 maiores gafes da história do Oscar

 (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Em 2018, a premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que celebra os melhores filmes de cada ano, chega à sua 90ª edição. Já que acontece há tanto tempo, não é difícil imaginar que houve muitas oportunidades para escândalos e situações de verdadeira vergonha alheia.

Assim, saiba um pouco mais sobre as vezes em que ocasiões embaraçosas se tornaram o foco de um dos maiores eventos do ano.

1) O falso ganhador do maior prêmio da noite (2017)

Vamos começar com o caso mais recente e conhecido. Na 89ª edição do Oscar, os célebres atores Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram La La Land – Cantando Estações como vencedor da estatueta de Melhor Filme. Foi só depois de o elenco e equipe desse filme terem subido ao palco e feito discurso que Beatty percebeu o erro e informou que o verdadeiro ganhador era Moonlight: Sob a Luz do Luar.

A gafe foi resultado de uma confusão com os envelopes, que eram de responsabilidade da empresa PricewaterhouseCoopers. Após o acidente, a PwC se desculpou publicamente pelo erro.

2) O Frank errado (1933)

Will Rogers (no meio) e Frank Lloyd no Oscar de 1934

Will Rogers (no meio) e Frank Lloyd no Oscar de 1934 (Reprodução/Oscars.org)

Em 1933, o apresentador Will Rogers disse, durante a entrega da estatueta de Melhor Diretor: “Suba aqui e pegue [o prêmio], Frank!”. No entanto, ele esqueceu de dizer o sobrenome do vencedor, o que deixou os presentes muito confusos. Tanto Frank Capra (Dama por Um Dia) quanto Frank Lloyd (Cavalgada) estavam concorrendo ao prêmio. Capra, afobado, imediatamente se levantou e andou até o palco – mas o verdadeiro ganhador era Lloyd.

3) O ladrão de Oscar (1938)

 (Autor desconhecido/Wikimedia Commons)

A atriz Alice Brady havia decidido não ir à premiação do Oscar justamente no ano em que venceu a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante pelo filme No Velho Chicago. Um homem pegou o prêmio (na época, uma plaqueta) em seu nome. O rapaz, no entanto, não tinha relação alguma com Brady. Nem ele e nem o prêmio jamais foram vistos novamente. A Academia, porém, gerou uma plaqueta substituta para entregar a atriz.

4) O nome errado (1938)

 (Reprodução/Metro-Goldwyn-Mayer)

Ainda em 1938, Spencer Tracy venceu o Oscar de Melhor Ator pelo filme Marujo Intrépido. No entanto, ele teve, mais tarde, que receber uma segunda estatueta pelo mesmo filme – o prêmio original que ele havia pegado tinha o nome Dick Tracy engravado.

5) A apressada (1947)

Cary Grant e Rosalind Russell na cerimônia de premiação

Cary Grant e Rosalind Russell na cerimônia de premiação (Reprodução/Oscars.org)

Rosalind Russell já havia concorrido e perdido duas vezes o prêmio de Melhor Atriz. Por isso, antes mesmo de a vencedora ser anunciada em 1947, ela se levantou. No entanto, a real ganhadora da estatueta era Loretta Young, por Ambiciosa. Que climão…

6) O outro falso ganhador (1964)

57 anos antes do erro cometido por Warren Beatty, o apresentador Sammy Davis Jr. recebeu o envelope incorreto e anunciou, como vencedor do prêmio de Melhor Trilha Sonora, John Addison, pelo filme As Aventuras de Tom Jones – que não estava nem entre os indicados.

O verdadeiro ganhador era Andre Previn, por Irma la Douce. A gafe, que pode ser vista a partir de 1:50 no vídeo acima, foi imediatamente corrigida.

7) A invasão do homem nu (1974)

O ator inglês David Niven estava prestes a apresentar Elizabeth Taylor, encarregada de anunciar o vencedor da estatueta de Melhor Filme quando um homem completamente nu surgiu de repente no palco, correndo de uma ponta à outra.

O misterioso e ousado responsável por esse ato era Robert Opel, um ativista de 33 anos que afirmou à imprensa que ninguém deveria ter vergonha de ficar pelado em público. Além disso, ele disse ter certeza de que essa era uma ótima forma de começar uma carreira. Surpreendentemente, Opel não foi preso e nem expulso da cerimônia.

8) A apresentação precipitada (1985)

Ao anunciar o prêmio de Melhor Filme no ano de 1985, sir Laurence Olivier esqueceu de mencionar os longas-metragens que estavam concorrendo à estatueta. Por isso, foi de forma certamente abrupta que os convidados que assistiam o viram rasgar o envelope e simplesmente afirmar: Amadeus!.

9) Uma abertura polêmica (1989)

Nesse ano, o ato que abriu o Oscar foi um número musical que envolvia uma jovem atriz interpretando a Branca de Neve e o ator Rob Lowe como seu par. O problema, que gerou muitas discussões na época, era que Lowe estava enfrentando acusações de assédio. Por isso, sua presença no palco não foi bem-vinda e nem bem vista. O produtor da cerimônia, Allan Carr, ficou tão mal visto em Hollywood que sua carreira foi pro buraco. Além disso, a Disney acabou processando os organizadores da cerimônia por infringir direitos autorais.

10) A queda de uma estrela (2013)

Jennifer Lawrence estava prestes a subir ao palco para pegar seu prêmio de Melhor Atriz, conquistado por seu trabalho em O Lado Bom da Vida, quando tropeçou nos degraus e caiu.
Apesar do susto, a estrela não sofreu nenhum tipo de lesão e prosseguiu normalmente com sua caminhada. Lawrence, que já era conhecida por seu carisma e personalidade extrovertida, ganhou ainda mais destaque após essa demonstração pública de quão desastrada é.

11) O infame erro de pronúncia (2014)

No Oscar de 2014, John Travolta era o responsável por anunciar a performance da música Let It Go, do filme Frozen, por Idina Menzel. No entanto, Travolta se confundiu e chamou a artista de Adele Dazeem. Depois de alguns dias da cerimônia, saiu na mídia a informação de que John havia mandado flores como um pedido de desculpas para Idina.

12) A produtora morta-viva (2017)

Imagine só o choque de Jan Chapman ao ver sua foto colocada ao lado do nome de Janet Patterson, produtora e figurinista falecida durante o ano de 2017. A Academia colocou a fotografia errada durante a homenagem que faz anualmente aos profissionais do cinema que morreram no ano anterior à cerimônia, e deixou Chapman se perguntando sobre o que teria acontecido.

Jan, também produtora, estava vivíssima. Em e-mail enviado à revista Variety, Chapman se disse chocada com o erro da Academia. Mais uma gafe para a conta dos organizadores do evento.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s