Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Turma do Fundão Por Blog Grupo de leitores-colaboradores da ME que ajuda a revista sugerindo pautas e alimentando este blog cultural

#DicaTdF: Para os fãs de Rihanna!

Por turma-do-fundao Atualizado em 4 jul 2018, 20h33 - Publicado em 8 fev 2012, 14h00

Rihanna mostra que falta de fôlego é para os fracos. Ela lança o seu 6º CD, o Talk That Talk, com apenas um ano de diferença do anterior, Loud.

Essa rapidez gerou controvérsias (por que lançar um cd quando o anterior ainda nem esfriou?), mas, num mundo onde as informações fluem de modo absurdamente rápido, e os aspirantes da música pop sempre querem mais, a jogada da cantora de Barbados foi bem recebida.

Imagem: Divulgação

Talk That Talk (algo como “Fale Daquele Jeito”), inicialmente seria uma continuação da era Loud, porém terminou como um novo corpo. Uma mistura de R&B, dancepop e dubstep (gênero de música eletrônica), o albúm pode dar a impressão de que foi feito às pressas, o que pode até ser verdade, mas é inegável que ele possui músicas poderosas que virarão hits rapidamente. Os fãs irão adorar as novas batidas hipnóticas da Rainha da Billboard.

Eu ouvi faixa por faixa e deixo aqui o meu parecer:

1. You Da One: O segundo single tem uma pegada bem pop, hip-hop e até reggae. O refrão é viciador, aprecie com moderação.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=b3HeLs8Yosw?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&loop=0&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

2. Where You Have Been: Feita em parceria com o DJ escocês Calvin Harris,  a música é aquela feita para uma finalidade: cair na pista e bater cabelo. Super trance! A melhor do cd.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=H-0OuRVCAK8?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&loop=0&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

3. We Found Love (feat. Calvin Harris): Outra com Harris, ou seja, outro sucesso. O poderoso – e controverso – clipe já ultrapassou a marca de cem milhões de visualizações.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=tg00YEETFzg?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&loop=0&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

4. Talk That Talk (feat. Jay-Z): A faixa-título é super hip-hop e R&B, e foi escolhida para ser o terceiro single pelos próprios fãs através do Twitter.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Z8FarCnm1mE?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&loop=0&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

5. Cockiness (Love It): Alguns acham, e com razão, a letra um tanto forte, mas, como Rihanna canta, “Chupe minha ousadia”. Um S&M mais hip-hop.

6. Birthday Cake: A música é, na verdade, uma Interlude, tendo apenas 01:18 de duração, mas que foi suficiente para torná-la grudenta, e possui uma letra cheia de ambiguidade. E, graças ao apelo dos fãs, Rihanna irá lançar a faixa completa. Quando você menos esperar, estará cantarolando “cake, cake, cake, cake, cake, cake…”.

7. We All Want Love: Mais melódica e com um violão ao fundo – não lenta como California King Bed. Fala simplesmente sobre a busca constante do amor, bem bonita.

Continua após a publicidade

8. Drunk On Love: A terceira faixa a falar de amor, Rihanna o mostra como objeto de consumo, onde ela pode mergulhar e se embriagar. A voz supera a melodia e me fez lembrar de Scorpions.

9. Rock Me Out: Com uma batida pesada nos moldes do hip-hop. Dá uma levantada no ritmo do cd.

10. Watch N’ Learn: Um reggae que nos remete Nicki Minaj e que nos faz ter vontade de aprender a letra e sair viajando com a Rih-Rih.

11. Farewell: Um pop calmo, beirando uma baladinha, bem gostosa. Tem aquele refrão para cantar em plenos pulmões. A última faixa da versão simples dá o perfeito nó no laço do álbum.

A partir de agora segue as três faixas da versão Deluxe:

Imagem: Divulgação

12. Red Lipstick: A faixa mais hip-hop do cd, cheia de efeitos, é a mais fraca do álbum.

13. Do Ya Thang: Super animadinha, bem fofa e que gruda. O refrão repetitivo faz ao menos você mexer seu pé.

14. Fool In Love: Apoiada num violão, Rihanna revela aos pais que é uma tola apaixonada, mas que está disposta a ver até onde será idiota. Belamente trágica.

Terminando, Talk That Talk é um prato cheio para os fãs, apesar de ser contraditório.

Estreando em terceiro lugar na Billboard 200 ­(lista que classifica os duzentos álbuns mais vendidos na semana nos Estados Unidos) e permanecendo até hoje por lá, Rihanna conseguiu mostrar que está na mais plena forma.

E então? Vamos cair na pista?

Por Gustavo Guimarães (@hausofgust)

Continua após a publicidade
Publicidade