GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Semana de Séries – Top 11: Os melhores Doutores de Doctor Who

GustavoBirolini_206

doctorwho

Doctor Who é uma série de ficção científica exibida pela BBC desde 1963. Basicamente, o Doutor (personagem principal) é um homem de mais de 900 anos que viaja pelo universo com seus companheiros a bordo de sua nave em formato de cabine policial.

Ele também é de uma raça alienígena originária do antigo planeta Gallifrey e seus habitantes têm a capacidade de se regenerar quando estão morrendo. Porém, a regeneração muda seu corpo e personalidade, fazendo com que o personagem do Doutor tenha sido interpretado por diversos atores ao longo dos anos.

Os fãs discutem muito sobre qual o interpretou melhor, mas a verdade é que todos ajudaram a construir a série e fazer dela o que é hoje. Este é o ranking dos meus preferidos.

11. Sexto Doutor – Colin Baker (1984-1986)

doutor11

“Nada pode ser eterno”

Colin Baker começou a interpretar o Doutor na época em que a série começou a declinar. O ator está relacionado a péssimos episódios e sua interpretação do Doutor era arrogante e até um pouco violenta.

10. Primeiro Doutor – William Hartnell (1963-1966)

doutor10

“Oh sim, sim, sim, sim!”

Ele era bem diferente das versões mais atuais do Doutor. Era um pouco egoísta e de pavio-curto, mas era bondoso com seus acompanhantes e também muito ágil. Foi o primeiro a encontrar os Daleks e Cybermen, e também o primeiro a derrotá-los. Foi também, principalmente, aquele que trouxe todo o conceito que está vivo até hoje.

9. Oitavo Doutor – Paul McGann (1996)

doutor9

“Quem sou eu?”

Teve pouquíssimo tempo na série, aparecendo apenas em um episódio especial de 1996. Era entusiasmado e um pouco rígido, como uma mistura dos Doutores mais antigos e mais recentes.

8. Sétimo Doutor – Sylvester McCoy (1987-1989, 1996)

doutor8

“Não dessa vez…”

Quando Sylvester interpretou o Doutor, a série já estava chegando ao seu primeiro grande hiato e não havia muito o que fazer para parar esse declínio. Mas ele fez o papel muito bem, e sua versão do Doutor resolvia os conflitos com palavras e inteligência, qualidade característica das versões atuais e que o difere muito do Doutor de Colin Baker. É possível que esse ainda tivesse muito mais o que mostrar, por isso foi uma pena ele ter se regenerado tão cedo em uma nova versão.

7. Segundo Doutor – Patrick Troughton (1966-1969)

doutor7

“Quando eu dizer corre, corre!”

Teve a difícil tarefa de introduzir o conceito de regeneração, e fez isso muito bem. Fingia-se de tonto para surpreender os inimigos que o subestimavam, e era muito carismático. Era muito como um tio brincalhão, enquanto seu antecessor foi como um avô mais sábio. Muitos episódios dessa fase estão perdidos, então seu real potencial pode ser ainda melhor.

6. Terceiro Doutor – Jon Pertwee (1970-1974)

doutor6

“Reverta a polaridade do fluxo neutral”

Foi o primeiro Doutor a ser exibido em cores e mostra o período em que ele foi exilado pelos Senhores do Tempo por interferir nos eventos. Essa parte da história foi um recurso para a BBC cortar custos, já que a maior parte de suas aventuras se passou na Terra do século 20. Mesmo assim, foi uma fase muito boa. O Doutor de Pertwee era um homem impetuoso que gostava de dispositivos e tinha afinidade com artes marciais. Popularizou bastante o programa.

5. Quinto Doutor – Peter Davison (1981-1984)

doutor5

“Você tem um coração valente, Tegan”

Foi um dos mais populares Doutores da série. Ele trouxe o conceito de um Doutor jovem e atraente, que era inédito até então. Era charmoso e expressivo e nunca usava de violência para resolver os problemas. Recentemente, voltou à série em um curta de 2007 chamado “Time crash”, onde ele se encontra consigo mesmo, porém reencarnado no Doutor de David Tennant. É um episódio que foi exibido no programa Children in need e deixou o Doutor de Davison conhecido pelos atuais fãs da série.

4. Décimo Primeiro Doutor – Matt Smith (2010-2013)

doutor4

“Gerônimo!”

Matt Smith foi escolhido para a série logo depois de Tennant deixá-la. Ou seja, deveria se impor como Doutor após toda uma geração de fãs ter escolhido o antecessor como favorito. Foi estranho no começo, mas ele logo conquistou o público com seu carisma e entusiasmo. Matt Smith foi o ator mais novo a interpretar o Doutor, mas foi a encarnação mais velha de toda a série. Ele conseguiu transmitir bem toda essa sabedoria adquirida pelo personagem.

3. Nono Doutor – Christopher Eccleston (2005)

doutor3

“Fantástico!”

O Nono Doutor foi o primeiro depois de um grande hiato, e foi responsável por trazer a nova geração de volta à televisão para acompanhar as aventuras da TARDIS. Alguns não gostaram dele no começo, mas ele realmente conquista a todos com sua excentricidade característica dos Doutores old school e com seu relacionamento com Rose, uma das companheiras do Doutor mais adoradas pelo público. Nessa fase, o Doutor voltou a visitar figuras passadas e continua aventureiro, embora um pouco cauteloso, marcado pelas cicatrizes da Guerra do Tempo que destruiu seu povo.

2. Quarto Doutor – Tom Baker (1974-1981)

doutor2

“Gostaria de um Jelly Baby?”

O Quarto Doutor foi, por muito tempo, o mais popular entre o os fãs. Ele era excêntrico e um pouco cheio de si, com o marcante cachecol colorido, mas era muito carismático e amável com seus acompanhantes, conquistando imensamente o público.

No começo, suas aventuras eram mais voltadas para o terror, porém foram suavizadas com o tempo, e sua primeira acompanhante foi Sarah Jane Smith, personagem que rendeu um spin-off próprio e com quem o Doutor manteve uma grande relação de amizade.

Tom Baker ficou conhecido por realmente viver o personagem, que era um pouco imprevisível e muito curioso sobre o tempo-espaço. Tentava sempre resolver os problemas com diplomacia e também foi acompanhado pelo não-tão-futurista-cachorro-robô K9. Recentemente foi lançado o livro Shada, que narra uma aventura perdida deste Doutor, escrita por Douglas Adams, autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias.

1.Décimo Doutor – David Tennant (2005-2010)

doutor1

“Allons-y! (vamos lá!)”

O Doutor de David Tennant foi o que consolidou o reboot da série entre o público. Charmoso, entusiasmado, doce, amigável, um pouco hiperativo, sarcástico e NÃO RUIVO, foi o segundo a ter Rose como acompanhante. Participou de excelentes episódios que ficaram marcados na história da série, como Blink e Doomsday.

A partir da terceira temporada, por causa da perda de Rose, ficou um pouco abalado emocionalmente e até meio distraído, mas nunca deixou de usar todas as suas forças pra salvar todos que podia. Foi a versão que encontrou o Mestre, antigo inimigo dos Doutores. David Tennant, com seu sobretudo e tênis Converse, foi o responsável por fazer a série voltar a ser um fenômeno global.

EXTRA: 12° Doutor

capaldi

No episódio especial de natal de 2013, o personagem regenerou-se de novo, e o 12° Doutor é Peter Capaldi, que, de acordo com o roteirista Mark Gatiss, trará um Doutor um tanto quanto distante e de sotaque escocês. Agora, é esperar para ver se Capaldi continuará a tradição do reboot de agradar os fãs.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s