Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

3 notícias sobre… cargas inusitadas da ISS

Super-remédios, vermes minúsculos e sementes fresquinhas.

Por SUPER Atualizado em 16 mar 2021, 17h14 - Publicado em 10 mar 2021, 20h06

Farmácia interplanetária

Pesquisadores da Universidade de Adelaide, na Austrália, enviaram 60 comprimidos de ibuprofeno e vitamina C ao espaço. Eles ficarão do lado de fora da Estação Espacial Internacional (ISS) por seis meses, para testar como a microgravidade e a radiação podem modificar a sua composição. No futuro, longas missões espaciais deverão ser capazes de produzir seus próprios medicamentos. Melhor que arcar com o frete.

Cobaias microscópicas

Os Caenorhabditis elegans são vermes transparentes e minúsculos, com 1 mm de comprimento. Analisando gerações desses bichinhos nascidas no espaço, cientistas querem compreender melhor a perda de força e massa muscular, algo que acontece com astronautas. C. elegans podem ser úteis também em estudos sobre sarcopenia – processo natural de enfraquecimento dos músculos. 

Comida de astronauta

Durante seis meses, 11 tipos de sementes (alface, tomate, rabanete, couve-flor, pimenta, entre outras) serão expostas às condições do espaço. O objetivo é descobrir a melhor forma de armazená-las – e se a radiação em excesso pode comprometer o cultivo fora da Terra, é claro. Entender essas limitações é vital para o projeto de criar colônias na Lua e em Marte no futuro.

Continua após a publicidade
Publicidade