GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

(Ainda) Estamos sozinhos lá fora

Tem alguém aí? Não nas próximas 100 mil galáxias, dizem os cientistas.

Usando dados da Nasa, um grupo de cientistas¹ chegou à conclusão de que não há civilizações avançadas nas 100 mil galáxias mais próximas de nós. A conclusão foi baseada no princípio do físico Freeman Dyson, que teorizou que vida hiperinteligente pode ser descoberta por emissões de raios infravermelhos. Pela teoria, civilizações avançadas teriam computadores, naves espaciais e meios de comunicação – que sempre emitem algum tipo de energia. ”O que fazemos é usar câmeras infravermelhas para ver quanto de energia está sendo emitida em galáxias inteiras”, diz Jason Wright, um dos pesquisadores. Em 50 galáxias havia vestígios de radiação, mas todos os casos foram explicados por processos astronômicos naturais. Para esses cientistas, se os aliens estão lá, eles se escondem muito bem. Ou são como nós: a própria Terra não seria detectada por esse método – não emitimos energia suficiente.

Leia mais:
As 6 grandes descobertas da astronomia em 2015
Nasa divulga a melhor foto já tirada de Plutão​
¹Jason T. Wright, Astrophysical Journal