GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Besouro imita a bomba V-1

Inseto tem em seu corpo uma cópia da bomba V-1, fabricada pelos alemães no final da Segunda Guerra Mundial, que ele usa ao lançar jatos tóxicos contra predadores.

A natureza produziu no corpo de um besouro uma admirável cópia da bomba V-1, bomba voadora fabricada pelos alemães no final da Segunda Guerra. Sob ameaça, o besouro Stenoptinus Isignis, do Quênia, contrai duas bolsas que possui na extremidade do abdômen, mistura os ingredientes de cada uma delas numa câmara de combustão e assim gera um escaldante jato tóxico a cerca de 100°C. O jato não é contínuo, mas sim, uma sucessão de até 500 pulsos por segundo, fruto de uma mecânica natural que entusiasma os estudiosos da evolução.
O sistema funciona exatamente como o motor a jato da V-1. A mistura dos ingredientes, explosiva, provoca a ejeção tóxica e ao mesmo tempo pressiona um par de válvulas nas bolsas, cortando a entrada de reagentes. Logo que a pressão cai, porém, as válvulas voltam a se abrir, levando a nova explosão. Desse modo, os músculos das bolsas não precisam ser muito fortes, basta que mantenham a contração constante durante o bombardeio. A velocidade e a temperatura do jato, essenciais para afastar os predadores, são garantidas pelas sucessivas explosões.