GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

China quer enviar missão ao lado oculto da Lua

Se tudo der certo, robô chegará lá neste ano - levando sementes de batata e larvas de inseto

O lado oculto da Lua tem esse nome porque nunca é visível da Terra. Os astronautas americanos (e os robôs enviados à Lua pela URSS) nunca chegaram nem perto dele. Mas, em 2018, talvez a humanidade chegue até ele. Em junho, a China pretende lançar um satélite que orbitará o lado oculto da Lua – o que estabelecerá, pela primeira vez, um canal de comunicação entre a Terra e essa região. Assim que o satélite estiver operacional, ele será usado para guiar a segunda etapa da missão: enviar um robô até lá.

Se der certo, a missão (que se chama Chang’e, em referência à deusa da lua da mitologia chinesa), colocará o país na liderança da exploração espacial. Desde 2007, a China já realizou três missões lunares, mas só replicando feitos que os EUA e a URSS já haviam realizado: enviou dois pequenos satélites e um robô, que pousou no lado conhecido da Lua. Agora, se prepara para dar o primeiro passo à frente.

O robô, que tem quatro rodas e se parece bastante aos rovers enviados à Marte pelos EUA, levará consigo um pequeno “ecossistema”: um cilindro lacrado, de 16 cm de diâmetro, contendo sementes de batata e larvas de inseto. O cilindro será monitorado à distância por cientistas chineses, que querem estudar o crescimento de plantas e insetos por lá. O robô também poderá levar consigo um radiotelescópio, que permitiria explorar o universo com clareza inédita – pois o lado oculto da Lua não é poluido pelos sinais eletromagnéticos emitidos pela Terra.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Vitor Santos

    About 18% of the far side is occasionally visible from Earth due to libration. The remaining 82% remained unobserved until 1959, when the Soviet Union’s Luna 3 space probe photographed it. The Soviet Academy of Sciences published the first atlas of the far side in 1960. In 1968, the Apollo 8 mission’s astronauts were the first humans to view this region directly when they orbited the Moon. To date, no human being has ever stood on the surface of the far side of the Moon.

    Curtir