GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Dá pra guardar a energia dos raios?

E mais: joelho de pinguim, baleia de peixe, saco de cartão e frequências de rádio

Emiliano Urbim

Existe alguma maneira de armazenar as descargas elétricas dos raios?
JOEL DICKEL, Porto Alegre, RS

Assim como transformar boxe de chuveiro em aquário, é possível, mas inviável. Como explica o professor Silvério Visacro, pesquisador de raios da UFMG, não há como prever o local exato das descargas. Mesmo que pusessem os captadores em lugares altos, nada garante que haveria raios suficientes para justificar o investimento. Além disso, apesar de gerar uma corrente de cerca de 45 mil amperes (1 000 vezes mais que um chuveiro), o raio dura de 1 a 3 milésimos de segundo, tempo insuficiente para armazenar muita coisa.

Os pinguins têm joelhos?
MARCELO SANTOS, Recife, PE

Eles não põem a asa no joelho nem dão uma abaixadinha, mas têm uma articulação equivalente, próxima ao corpo, acoplada a um minifêmur. “Como os pinguins têm postura ereta, a articulação, que já é discreta, fica praticamente invisível”, diz Elizabeth Hofling, professora do departamento de zoologia da USP. “O que se vê quando os pinguins caminham são, basicamente, seus pés.” Antes que você pergunte: sim, pela lógica da “articulação correspondente”, eles também têm dedos, 1 em cada asa e 3 em cada pata.

Por que o Santos é “o Peixe”, mas seu mascote é uma baleia, um mamífero?
MARCOS ALMEIDA, Taubaté, SP

Segundo a assessoria de imprensa do próprio alvi-negro praiano, nos anos 30 os são-paulinos xingavam os torcedores do Santos de peixeiros, como depois seriam xingados de bambis. Seletivos, os santistas adotaram o peixe, assim como os palmeirenses adotariam o porco. Quando o time de Pelé começou a ganhar tudo, os passaram a associar o clube à baleia orca, que, além de ser maior e mais intimidadora que um peixe, é preta e branca como o uniforme do time. Recentemente, o mascote foi reestilizado, recebeu o nome de Baleião e ganhou até uma companhia, a Baleinha.

Por que alguns cartões de crédito e débito só passam quando enrolados em sacolas plásticas?
BRUNO TEODORO, Votorantim, SP

De acordo com a Cielo, principal administradora das maquininhas de cartão, as sacolas plásticas deveriam atrapalhar a leitura dos cartões. Em tese, papel e plástico aumentam a estática magnética entre a tarja magnética e o cabeçote que faz a leitura dos dados, dificultando a transmissão de informações. Na prática, a teoria é diferente: a mesma Cielo admite que as sacolas plásticas podem, sim, ajudar a leitura das tarjas, porque diminuem o espaço do vão onde o cartão desliza. Assim, cartões já desgastados pelo tempo ficam mais próximos do cabeçote de leitura, facilitando o procedimento.

O que é o projeto HAARP?
NILTON H.K., São Paulo, SP

Desculpe, Nilton. Se nós lhe dermos essa informação, teremos de eliminá-lo. Tudo bem? Beleza: o HAARP (sigla em inglês para “programa de investigação de aurora ativa de alta frequência”) foi criado em 1993 pelos EUA para estudar a ionosfera, a última camada da atmosfera. Desde então, teóricos da conspiração acusam o HAARP de tudo, de alterar o clima a servir de espaçoporto para ETs. Contribuem para isso o nome bizarro (“aurora ativa”!) e o fato de que sua sede é uma gigantesca base no interiorzão do Alasca, um prato cheio para fãs de Arquivo X. Mas o governo americano esclarece: tudo que o HAARP faz é “excitar a ionosfera com altas frequências de rádio”, que servem para comunicação ou, de repente, explodir satélites, mísseis e assemelhados em pleno espaço sideral. Ok, isso era pra deixar a gente calmo?