Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Demografia em queda livre

Pesquisas realizadas pelo Centro de Referência Populacional concluiu que o índice de natalidade na América Latina caiu 40% desde 1960.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h54 - Publicado em 30 set 1992, 22h00

Três décadas foram suficientes para mudar o perfil da América Latina. Pelo menos essa foi a conclusão a que chegou o Centro de Referência Populacional em Washington. Segundo suas últimas pesquisas, o índice de natalidade dessa região do globo despencou nada menos que 40% desde 1960. “Há trinta anos, menos de um quinto da população latino-americana praticava o planejamento familiar”, explicou Nancy Yinger, responsável pelo estudo. “Hoje, este número pulou para 60%”. A conseqüência imediata dessa mudança radical de comportamento é o tamanho das famílias, dizem os pesquisadores. Enquanto, há três décadas, cada casal tinha seis filhos em média, hoje, cada lar conta com três descendentes. Países como o Chile, Colômbia e Costa Rica diminuíram em 50% seu índice de natalidade. Já o Brasil, México e Peru, por exemplo, estão entre os 20% e 30% de baixa. Só o Haiti se mantém nos mesmos níveis de antes, e na pole position do índice de fertilidade. “Hoje, os pais preferem ter dois filhos que possam freqüentar a escola em vez de cinco com oportunidades diferentes”, conclui Nancy.

Publicidade