Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Empresa pretende minerar o fundo do mar

Prática pode render metais como níquel e cobalto, essenciais para fazer baterias, mas também é controversa.

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
16 dez 2021, 15h16

A companhia se chama The Metals Company, tem sede em Vancouver, na Austrália, e deve começar a explorar o solo oceânico já nos próximos anos: a ideia é iniciar a comercialização de níquel, cobalto, cobre e manganês extraídos do fundo do mar em 2024.

A empresa deseja explorar a Zona Clarion-Clipperton, uma faixa horizontal de 7.000 km do Oceano Pacífico que fica na altura do México. Essa região é rica em “nódulos polimetálicos”, aglomerados de vários metais que parecem bolas – e ficam espalhadas pelo fundo do mar, a 5.000 metros de profundidade.

A Metals Company pretende construir uma espécie de submarino autônomo que irá aspirar essas bolotas (como elas já estão soltas, não é preciso perfurar o solo oceânico) e levá-las até um navio, que as transportará até uma usina onde serão derretidas para extração dos metais.

A empresa já assinou contratos com Kiribati, Nauru e Tonga, três países que controlam parte da Zona Clarion-Clipperton. Ela diz que sua operação não terá impacto ambiental, mas biólogos temem que a mineração marinha possa devastar ecossistemas – e extinguir espécies que ainda nem são conhecidas.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.