GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Espaço Congestionado: Descoberta de Novos Corpos Celestes

Já não há muita esperança de que exista um décimo planeta, alem da órbita de plutão. Em compensação, cresce o número de corpos celestes que ninguém imaginava existirem entre o súdito do Rei-Sol. O mais recente descoberto, batizado pela sigla 1993 HA2, tem cerca de cinco vezes maior que Fobos, satélite de Marte, embora muito menos que alguns asteróides , o maior dos quais Ceres, tem extensão de 1 000 quilômetros. O importante é que o 1993 HA2 se encontra a mais de 1,5 bilhão de quilômetros ( Além de Saturno, mas antes de Netuno). Ou seja, na mesma região em que se encontraram mais quatro corpos semelhantes, em anos recentes. Quiron, avistado em 1977, foi seguido em 1992, por Folon e mais dois objetos ainda sem nome. Não há uma explicação satisfatória sobre a origem desses microplanetas, embora se pense que venham de um hipotético ninho de cometas situados além de netuno, o chamado cinturão de kuiper. Comparadas a isso, as órbitas próximas não são tão importantes. Mas elas também parecem mais densamente povoadas do que se pensava há algum tempo: prova disso foi o bólido que, em junho passado deslizou apenas 150 000 quilômetros da terra, menos que a metade da distancia da Lua.