GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Espiral cósmica

Thereza Venturoli

É um mistério antigo. As moléculas que constro em os organismos são todas voltadas para o lado esquerdo. Agora uma equipe de astrônomos acha que descobriu, numa nebulosa distante, a razão disso.

Há 4,5 bilhões de anos, a nuvem que deu origem ao Sistema Solar foi bombardeada por estranhos raios ultravioleta, que viajavam em espiral, a chamada radiação circular polarizada. Ao se chocar com aminoácidos existentes pelo caminho, esses raios eliminaram metade deles, justamente os aminoácidos destros (veja abaixo). Alguns bilhões de anos depois, as moléculas restantes, que eram canhotas, deram origem aos organismos terrestres. Conversa de maluco? Não. Essa é a idéia de uma equipe internacional de astrônomos para explicar por que os aminoácidos – as moléculas carbônicas que constituem os tijolos de todo ser biológico – são voltados para a esquerda.

Mas que história de moléculas destras e canhotas é essa? Vamos por partes. No século XIX, o francês Louis Pasteur (1822-1895) descobriu que algumas moléculas que contêm carbono, entre elas os aminoácidos, podem ser montados em laboratório de duas formas, como se um fosse a imagem espelhada do outro. Ou como suas duas mãos, cujos dedos estão em ordem inversa: em uma, o polegar está à esquerda; em outra, à direita. Mais tarde os cientistas constataram que os aminoácidos encontrados na natureza são sempre canhotos. O estranho é que é possível construir aminoácidos destros em laboratório – o que indica que, no passado, eles podem ter existido na natureza. Então por que os destros não estão mais por aqui? Por que todos os organismos são constituídos de aminoácidos canhotos?

Aí entra a idéia dos astrônomos chefiados por Jeremy Bailey, do Observatório Anglo-Australiano. Eles acharam na Nebulosa de Órion – um berçário de estrelas há 1 500 anos-luz da Terra (1 ano-luz mede 9,5 trilhões de quilômetros) – aquele tipo de radiação espiralada que explicaria por que só existem aminoácidos canhotos no Sistema Solar. Se o Sol e os planetas surgiram de uma nuvem semelhante, uma radiação como essa pode ter se chocado e destruído as moléculas destras, que giravam para o lado oposto ao dos raios, e passado livremente pelas canhotas. Assim, só restaram os aminoácidos alinhados à esquerda na natureza.

1. O Sistema Solar começou a se formar há 4,5 bilhões de anos, de uma nuvem de poeira e gás.

2. Elétrons viajando em altíssima velocidade e campos magnéticos muito fortes existentes dentro da nuvem criaram uma estranha radiação ultravioleta. Esses raios viajavam pelo espaço numa espiral, girando da direita para a esquerda.

3. Ao trombar no caminho com moléculas de aminoácidos que giravam para o lado contrário, ou seja, parra a direita, a energia espiralada as destruiu.

4. Ao encontrar moléculas de aminoácidos que giravam para a esquerda, a energia em redemoinho não provocou nenhuma mudança. Continuou seu caminho sem mexer com elas.

Trombada seletiva

Imagine que o aminoácido é sua mão direita, se movendo para a direita também. Se você colocar a mão num ventilador girando no sentido inverso, vai sentir a resistência das hélices.

Passagem livre

Agora imagine outra molécula de aminoácido, como se fosse sua mão esquerda, girando à esquerda. Se você encostar a mão nas hélices do ventilador girando no mesmo sentido, não vai acontecer nada, porque não existe oposição entre o movimento dos dois corpos.

Girando para cá e para lá

Os aminoácidos podem ter duas versões, uma destra, outra canhota.

Um aminoácido é formado por um átomo de carbono ligado a outros quatro grupos de átomos. Esses grupos atômicos podem se juntar de duas maneiras distintas. Imagine as duas versões como um par de mãos.

Assim como as duas mãos, a molécula canhota é o inverso da molécula destra. Elas se casam, uma de frente à outra. Mas os dedos não coincidem quando as mãos são sobrepostas. Assim, as moléculas só se combinam com suas semelhantes.