Clique e assine a partir de 8,90/mês

Estudo sobre repetição de palavras: Tá, tá, tá

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h52 - Publicado em 31 jan 2005, 22h00

A lingüista holandesa Tania Shivers publicou estudo sobre a repetição de palavras. Entre outros, diz que “Ok, ok, ok” é diferente de “Ok. Ok. Ok”. O primeiro indicaria o desejo de interromper o que a outra pessoa está fazendo. O segundo representa apenas uma fala dividida em três tempos.

Publicidade