GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Grande, famoso e impressionante

Paraíso dos fotógrafos, suas paredes são na maior parte vermelhas, mas suas entranhas, dependendo do tipo de solo ou da incidência de luz, podem assumir tons de azul, violeta, marrom, cinza, rosa e verde e amarelo.

Esculpido pacientemente pelo Rio Colorado nos últimos seis milhões de anos, o Grand Canyon faz jus ao seu nome. É o maior do mundo, com 443 quilômetros de extensão – mais que a distância entre Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo. Além de enorme, esse cânion é único no mundo porque consegue assumir variadas formas em seu longo percurso pelo solo arenoso no deserto. Em alguns trechos, exibe uma fratura abissal com apenas 180 metros de largura e mais de 1 000 de profundidade. Em outras partes, porém, consegue se espichar e atingir até 29 quilômetros de largura. Sua profundidade também varia muito. Começa com algumas dezenas de metros, nas partes mais rasas, para atingir os incríveis 2 133 metros verticais no ponto mais profundo. Seus paredões dão origem a inúmeras formas de picos, gargantas e ravinas (escavações em barrancos feitas pela água de enxurrada). Seu trecho mais profundo e bonito, com 90 quilômetros de extensão, fica na parte central do Grand Canyon National Park, no Arizona, um dos parques naturais mais visitados do mundo. Ali é possível ver o cânion de suas bordas, fazer sobrevôos ou mesmo, para os mais aventureiros, caminhar 11 quilômetros para chegar às margens do Rio Colorado. Paraíso dos fotógrafos, suas paredes são na maior parte vermelhas, mas suas entranhas, dependendo do tipo de solo ou da incidência de luz, podem assumir tons de azul, violeta, marrom, cinza, rosa e verde e amarelo.

• O maior fiorde do mundo é o Nordvest Fjord, na Groenlândia, que se estende por 313 quilômetros.