Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Mundo cão

O cão é sobretudo o melhor amigo do escritor.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h34 - Publicado em 31 Maio 2008, 22h00

Jerônimo Teixeira

“Só falta falar” é a frase favorita dos donos de cachorro. Pois o escritor francês Roger Grenier descobriu que os cães falam, ao seu modo. Pelo menos, encontraram grandes porta-vozes em figurões históricos, como Napoleão, ou em filósofos, como Schopenhauer. O cão é sobretudo o melhor amigo do escritor. Jack London, Baudelaire, Rilke, Gide e Thomas Mann são alguns dos autores lembrados em Da Dificuldade de Ser Cão (Companhia das Letras), coletânea de anedotas canino-literárias. Grenier reuniu essas histórias com afeto e sem método. Como quem leva o cão para passear.

Publicidade