GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Na’vi essas criaturas complexas

Entenda como evoluíram ao longo do tempo as principais características da espécie inteligente nativa de Pandora

Texto: Salvador Nogueira

Raio X dos Na’vi

Tamanho é documento
Nascidos num mundo com gravidade inferior à da Terra, os Na’vi são bem mais altos que os humanos; têm, em média, 3 metros de altura.

Camuflagem
A cor de pele azul ajuda os Na’vi a se camuflar contra predadores, sobretudo à noite, quando todas as criaturas vivas de Pandora emitem luz fluorescente branca-azulada.

Força interior
Os Na’vi têm musculatura bastante resistente, mas sua maior força vem da estrutura óssea: reforçada com fibras de carbono, ela é muito difícil de quebrar.

Polegares, onde estão?
Embora os Na’vi tenham apenas 4 dedos em cada mão e pé, contra os 5 dos humanos, nas mãos há a presença do polegar opositor, que permite a fácil manipulação de ferramentas.

Olho grande
Com excepcional visão, os Na’vi possuem pupilas com grande capacidade de dilatação. Isso significa que eles podem enxergar bem em ambientes de baixa luminosidade. Mas aparentemente eles enxergam aproximadamente as mesmas faixas do espectro eletromagnético (cores) que os humanos.

Orelha grande
A audição também é forte entre os Na’vi. Com sua aparência ligeiramente felina, eles têm orelhas mais altas e com formato que facilita a captação de ruídos mais baixos.

Rabo-de-gato
A cauda é percebida e controlada ativamente pelos Na’vi. Não chega a ter grande utilidade, mas ajuda no senso de equilíbrio e de localização espacial dessas criaturas.

Respiração
Os Na’vi conseguem eliminar com facilidade as grandes quantidades de gás carbônico e cianeto de hidrogênio presentes na atmosfera de Pandora. Esses gases são tóxicos para humanos.

Porta USB
Talvez a característica mais exótica das criaturas de Pandora: todas têm uma terminação de nervos exposta, que pode ser usada para conectar seres vivos diferentes uns aos outros. No caso dos Na’vi, essa terminação nervosa está localizada na ponta dos cabelos, que normalmente são conservados em tranças.


Programa Avatar

Biotecnologia a serviço da ciência e diplomacia

Para se relacionar de forma mais efetiva com os Na’vi, os humanos criaram o Programa Avatar. Chefiado pela Dra. Grace Augustine, ele consiste numa mescla sofisticada de biotecnologias que permitem que os cientistas “ocupem” corpos similares ao dos Na’vi. Esses corpos são criados por engenharia genética e trazidos da Terra juntamente com seus usuários. O corpo é produzido mesclando DNA Na’vi e humano, sendo que a amostra humana é retirada da pessoa que usará aquele avatar. Os avatares não são exatamente iguais aos Na’vi. Como os humanos, eles possuem 5 dedos em cada mão e pé, e não 4, como os Na’vi. Além disso, eles têm sobrancelhas, e os Na’vi não, e sua pele é um pouco mais clara que a dos nativos. Essas sutis diferenças, aliadas ao fato de que os avatares estão claramente associados aos humanos, fazem com que os Na’vi reajam a eles com desconfiança.