Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Não entre em pânico

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h38 - Publicado em 21 jul 2009, 22h00

É assustador mas inofensivo: alguns grilos neo-zelandeses podem alcançar até 15 centímetros de comprimento e pesar 25 gramas. Eles estão classificados na ordem dos ortópteros ensíferos – um tipo de inseto de longas antenas que “canta”. Mas só fazem mal às plantações, que devoram com um apetite insaciável.

Esses grilos superdesenvolvidos estão na mira de caçadores – especialistas franceses do Centro de Vigilância da Agronomia Tropical (Cirap). Eles querem saber mais sobre os desconhecidos insetos da região do Oceano Pacífico. A única coisa que se conhece sobre o gigante da foto é que ele permanece como ninfa – um estado intermediário entre a fase de larva e a de inseto completo – entre doze e dezoito meses. Esse período é considerado extremamente longo.
O objetivo do estudo é melhorar os sistemas de defesa das colheitas. Para os que se espantam com o tamanho deste grilo, os pesquisadores franceses avisam que, perto de outros insetos tropicais, este pode ser considerado quase um anão: alguns grilos que vivem na Indonésia chegam a ser duas vezes maiores. Medem mais de 30 centímetros de comprimento.

Publicidade