Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

“Neuralink já domina implantes em macacos”. Não é bem assim…

Bravata de Elon Musk foi confundida com fato científico. Entenda o caso.

Por Bruno Garattoni Atualizado em 16 abr 2021, 16h58 - Publicado em 15 abr 2021, 11h13

O que as notícias diziam

A empresa implantou um chip no cérebro de um macaco, que se tornou capaz de controlar um game usando o pensamento. “Mal dá para ver onde o implante foi colocado”, disse Elon Musk, fundador da companhia. Segundo ele, o animal não sofreu durante ou após o procedimento.   

A verdade

A notícia fez parecer que a Neuralink (que em 2020 já havia apresentado um porco com chip cerebral implantado) está perto de lançar um chip para uso humano. Mas ainda há problemas dificílimos de resolver – e que não foram solucionados desde a criação dos primeiros implantes neurais, por várias equipes de cientistas, nos anos 2000. O organismo ataca e corrói os chips, que param de funcionar após alguns meses ou anos. O processo também forma cicatrizes no cérebro, que podem causar disfunções neurológicas.

Continua após a publicidade
Publicidade