Clique e assine a partir de 8,90/mês

Perfume vale quanto pesa

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Tóquio, no Japão, desenvolveram uma maneira de pesar o cheiro com uma microbalança de cristal de quartzo, sensível a bilionésimos de grama.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h46 - Publicado em 30 abr 1991, 22h00

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Tóquio, no Japão, estão pesando cheiros. É isso mesmo. Eles criaram uma membrana artificial, similar à das células do nariz, que absorve moléculas odoríferas. Com uma microbalança de cristal de quartzo, sensível a bilionésimo de grama, é possível pesar a membrana antes e depois da absorção – comparando-se o resultado, chega-se ao peso das moléculas do odor. O método poderá ser útil não só para a indústria de perfumes, como para pesquisadores interessados em compreender o olfato. Os japonese pediram a voluntários que cheirassem diversas substâncias, ao mesmo tempo em que pesaram suas moléculas. As substâncias mais pesadas, de acordo com a microbalança, eram justamente aquelas cujo odor parecia mais intenso para as pessoas. A partir disso, os japoneses vêm elaborando a teoria de que o cérebro distingue um cheiro não apenas de acordo coma composição química de uma substância, mas também grudando-se pelo peso de suas moléculas entro das células do nariz.

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade